segunda-feira ,23 outubro 2017
Página Inicial / Noticias / 29ª CIPM esclarece as questões envolvendo as ”blitz”, nas cidades de sua atuação

29ª CIPM esclarece as questões envolvendo as ”blitz”, nas cidades de sua atuação

29ªCIPM/Quartel em Seabra
Foto: Chapada News

A 29ª CIPM vem a público tranquilizar toda a sociedade seabrense, bem como das demais cidades que compõem a sua área de responsabilidade, informar que continuará cumprindo com o seu dever constitucional de realizar o policiamento ostensivo, preventivo e repressivo, realizando as abordagens a veículos e pessoas conhecidas popularmente como “blitz”, utilizando-se do que preceitua a técnica policial militar. Essas abordagens a veículos e pessoas são fundamentais para a manutenção da segurança pública e constituíram uma das ferramentas principais para que tenhamos alcançado os seguintes resultados operacionais nos últimos 8 meses: apreensão de 31 armas de fogo, 132 presos em flagrante, recuperação de 141 veículos produtos de furto/roubo e 62 apreensões de drogas ilícitas.

Alertamos a população que ao adquirir um veículo de procedência ilícita, ela está financiando o crime organizado, e este comportamento retroalimenta uma cadeia que se repete aumentando exponencialmente o número dessas ações delituosas, trazendo uma maior sensação de insegurança para a comunidade. Exemplo disso, foi o recente roubo a loja “Dj Celulares”, no qual o veículo utilizado pela dupla de criminosos, foi recuperado na periferia da cidade, sendo constatado após consulta que se tratava de um veículo com restrição de roubo. Com isso, queremos demonstrar a importância vital para a segurança pública das ações de abordagens a pessoas e veículos realizadas pela Polícia Militar. Em virtude de tais ações preventivas a 29ªCIPM conseguiu reduzir drasticamente os números de Crimes Violentos Contra o Patrimônio – Roubos e Crimes Violentos Letais Intencionais – Homicídios, em relação ao mesmo período do ano de 2016.

Conclamamos a população a se unir à Polícia Militar no intuito de coibir que veículos sem a mínima condição de tráfego estejam circulando pelas nossas ruas e rodovias, bem como menores estejam dirigindo ou pilotando, ou ainda maiores estejam conduzindo veículos sem estarem legalmente habilitados para tal. A prática reiterada desses costumes na nossa região em especifico, ocasionou nesse final de semana uma tragédia anunciada ocorrendo sete acidentes de trânsito, totalizando quatorze vítimas, dentre as quais nove foram hospitalizadas e cinco tiveram suas vidas ceifadas, sendo uma delas um adolescente de apenas 14 anos de idade que conduzia uma motocicleta.

Dos quatorze veículos envolvidos nos acidentes, treze estavam com a sua documentação irregular. Dos quatorze condutores, nove não estavam habilitados e todas as vítimas que vieram a óbito não utilizavam o capacete no momento do sinistro. Sabendo que conta com o apoio irrestrito da comunidade e das autoridades, por meio desta Nota, a 29ºCIPM ratifica o compromisso inabalável de continuar zelando pelas vidas preciosas da comunidade Seabrense, trabalhando diuturnamente para coibir os delitos/ infrações de trânsito e os crimes de modo geral.  Chapada news com informações da 29ºCIPM/Seabra

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Relatório da PF aponta 33 ligações em dois meses entre Aécio e Gilmar pelo WhatsApp

Um relatório da Polícia Federal aponta que o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e o ministro …

2 Comentarios

  1. Concordo plenamente com blitz mas existem casos que podem ser relevados, e também alguns policias precisam ter mais educação nas abordagem.

  2. DAVID MARTINS FERREIRA

    Esclarecedor o Comandante!
    Reprimir o crime e mostrar para os criminosos que o Estado está presente é imprescindível.
    Ainda que as “blitezes” retenham veículos que são ferramentas de trabalho, elas também tiram criminosos de circulação.
    Você gostaria que um carro seu, após furtado, fosse vendido por 5.000 Reais e usado em crimes?
    A Lei é dura, mas é Lei. A Polícia só tem feito o papel dela, e bem feito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *