Página Inicial / Educação / Advogado afirma que projeto anticrime de Moro legitima ações como a que matou pai de família no Rio

Advogado afirma que projeto anticrime de Moro legitima ações como a que matou pai de família no Rio

De acordo com o advogado Ariel de Castro Alves, uma vez aprovado o chamado ‘excludente de ilicitude’, artigo que abre o projeto anticrime do ministro da Justiça Sérgio Moro, ficariam impunes os militares que cometeram a ação que ocorreu em Guadalupe, zona norte do Rio de Janeiro, neste domingo (7). Na ocasião, o carro de uma família foi atingido por mais de 80 disparos, segundo perícia realizada pela Polícia Civil. Na ação morreu o músico Evaldo dos Santos Rosa.

Ariel, que é conselheiro do Conselho Estadual de Direitos Humanos de São Paulo e membro do Grupo Tortura Nunca Mais, afirma que “a proposta do ministro da Justiça Sérgio Moro legitima execuções e extermínios praticados por policiais. Uma verdadeira lei do abate de pobres. Policiais poderão matar à vontade, justificando que suas vítimas estavam em ‘atitude suspeita’.

O conselheiro afirma ainda que “adolescentes e jovens negros serão as principais vítimas, como já ocorre atualmente, mas em proporções ainda maiores. O Medo, surpresa, iminência de conflito armado e a violenta emoção, segundo a proposta, servirão para atenuar ou excluir a responsabilização penal de policiais, ou qualquer pessoa que cometa assassinato alegando legítima defesa”, encerra.

 

 

Fonte: Fórum Noticias  

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Prefeito de Nova York agradece a museu por cancelamento de jantar homenageando Bolsonaro

Atual prefeito de Nova York, Bill de Blasio manifestou-se através de sua conta pessoal no Twiter …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *