sábado ,24 fevereiro 2018
Página Inicial / Educação / Além de Salvador, 74 cidades baianas não receberam verba para a educação em 2017

Além de Salvador, 74 cidades baianas não receberam verba para a educação em 2017

Foto: Reprodução / UPB

Ao longo de 2017, 75 municípios baianos não receberam nenhum repasse do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), o programa do Ministério da Educação que investe recursos no ensino fundamental. Além da capital do Estado, que ficou de fora da lista de agraciados por uma suposta “injustiça do PT”, segundo o presidentr do órgão, Silvio Pinheiro, cidades como Sobradinho, Madre de Deus, Nazaré e Morro do Chapéu não entraram no grupo das 342 prefeituras que atraíram, juntas, mais de R$ 125,5 milhões para construções de escolas e creches e ainda compra de brinquedos, equipamentos para cozinhas e reformas.

Os recursos podem não ter sido captados pela ausência de projetos apresentados junto ao FNDE ou ainda a não aprovação das propostas encaminhadas para o órgão, que é presidido pelo ex-secretário da prefeitura de Salvador. Entre os municípios que receberam recursos, 25 administrações atraíram mais de R$ 1 milhão para investir na sua educação. Ribeira do Pombal (R$ 2,3 milhões), Conceição do Coité (R$ 2,1 milhões), Bom Jesus da Lapa (R$ 2 milhões) e Itiuba (R$ 2 milhões) foram os que mais captaram dinheiro, uma quantia maior do que R$ 2 milhões em investimentos que variaram entre compras de ônibus escolares pelo programa Caminho da Escola e a compra de mobiliário. A construção de estruturas esportivas (R$ 18,7 milhões) e a implementação de escolas de educação infantil (R$ 16,8 milhões) foram os projetos que mais tiveram recursos no Estado enquanto o investimento para educação étnico racial (R$ 1,3 milhões) está entre os menores.(BN)

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Piatã: Zona rural terá acesso a internet a preço popular, através do Programa Internet Para Todos; Confira a lista das localidades beneficiadas

Uma parceria do Governo Federal, através do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), com …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *