quinta-feira ,18 outubro 2018
Página Inicial / Sem categoria / Ato na Rede Bahia integra Dia de Mobilizações: ‘Denunciando o papel que a Globo tem tido’

Ato na Rede Bahia integra Dia de Mobilizações: ‘Denunciando o papel que a Globo tem tido’

Vítor Alcântara | Foto: Francis Juliano / Bahia Notícias

Um dos representantes do protesto que acontece na manhã desta terça-feira (17) em frente à sede da Rede Bahia, Vítor Alcântara explica que esse é um dia nacional de mobilizações, convocado pela Frente Brasil Popular e pela Frente Povo Sem Medo. De acordo com ele, cerca de 300 pessoas estão no local, no bairro da Federação.

“Nós estamos fazendo esse dia de mobilização, denunciando o papel que a Globo tem tido, assim como teve no Golpe de 64 com a ditadura militar porque ela apoiou, ela publicizou, estimulou e ela tem feito coisa parecida agora, retirando diretos dos trabalhadores, estimulando a venda das riquezas do nosso país e estimulando a prisão do presidente Lula”, ressalta Alcântara em entrevista ao Bahia Notícias.

O manifestante também pontua que o ato marca o aniversário de dois anos do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) e os 22 anos do massacre de Eldorado dos Carajás, quando 19 sem-terra foram mortos pela Polícia Militar do Pará. Já o presidente da Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB), Aurino Pedreira, responsabiliza ainda a emissora pelo resultado do julgamento do habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no Supremo Tribunal Federal (STF).

Para ele, a emissora induziu a posição da corte. “A Rede Globo é símbolo em monopólio da mídia desse país da tentativa de retirada de direitos da sociedade”, acusa. O grupo chegou ao local por volta das 5h30 (veja aqui) e, de acordo com estimativa da 41ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), deve encerrar o protesto até às 11h.(BN)

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Participação da Agropecuária cresce 15% no PIB baiano em 2018; Indústria tem queda

Uma análise da conjuntura econômica da Bahia, apresentada junto com a proposta de Lei Orçamentária …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *