quinta-feira ,22 junho 2017
Página Inicial / Sem categoria / Bahia tem mais de 70 mil crianças e adolescentes de 5 a 14 anos trabalhando

Bahia tem mais de 70 mil crianças e adolescentes de 5 a 14 anos trabalhando

A Bahia ainda tem mais de 70 mil crianças e adolescentes de 5 a 14 anos trabalhando
(Foto: Reprodução /Arquivo CORREIO)

O estado ocupa a oitava posição entre todas as unidades da federação. Entre 2002 e 2015, a redução foi de 74,4%

Quem pensa que o trabalho infantil foi erradicado no Brasil – e na Bahia – nos últimos anos está enganado. Em todo o país, ainda há mais de 638 mil crianças e adolescentes com idades entre 5 e 14 anos trabalhando. Na Bahia, o total é de 71.773 crianças trabalhando, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2015 para a Bahia e Brasil: isso faz com que o estado ocupe a oitava posição entre as unidades da federação.

De fato, no estado, houve uma ‘expressiva redução desse contingente’, na avaliação do próprio Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em 2002, eram 279.974 pessoas de 5 a 14 anos sendo exploradas em espaços de trabalho – significava 9,7% do total de crianças e adolescentes baianos. Ou seja: praticamente uma em cada 10 crianças e adolescentes trabalhavam na Bahia. Agora, a taxa é de 2,9% da população baiana com essas idades.

Em números absolutos, porém, a Bahia fica atrás somente do estado de Minas Gerais, que tem 93.015 crianças e adolescentes trabalhando – 3,3% de sua população nessa faixa etária. Na segunda-feira (12), inclusive, o CORREIO publicou que o estado tinha o segundo maior número de crianças trabalhando no país. No entanto, as taxas que identificam o percentual de crianças diante do total da população com essa idade são mais indicadas para avaliar melhor a realidade de cada estado.

Já quando são observadas apenas as taxas, há mais gente com idades entre 5 e 14 anos trabalhando em estados como Paraíba (1º – 5,5%), Piauí (2º – 5,1%), Sergipe (3º – 4,9%), Acre (4º – 4,3%), Pará (5º – 3,7%), Minas Gerais (6º – 3,3%) e Tocantins (7º – 3,2%). A taxa da Bahia ainda é maior do que a do Brasil, que é de 2,1%.

Se forem comparadas apenas as reduções, a Bahia foi o 11º estado que mais diminuiu o índice de trabalho infantil, com uma redução de 74,4%. Os campeões são os estados do Ceará (com 91,6%), Santa Catarina (com 91,2%) e Alagoas (com 85,4%). Outros estados, por outro lado, aumentaram o trabalho infantil: foi o caso de Roraima (crescimento de 122,6%) e Tocantins (100,8%). O Brasil, por sua vez, conseguiu diminuir o trabalho infantil em 70%. (Correio 24 horas)

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Alcymar defende Elba e ataca ‘breganejo’ de Marília Mendonça: ‘Vão se danar!’

Após Marília Mendonça dar indiretas a Elba Ramalho (clique aqui) e demais artistas contrários à …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *