segunda-feira ,18 dezembro 2017
Página Inicial / Economia / Bom Jesus da Lapa-BA: Rio São Francisco pode estar ameaçado diante da crise hídrica

Bom Jesus da Lapa-BA: Rio São Francisco pode estar ameaçado diante da crise hídrica

Foto: Reprodução

O longo período de estiagem que assola diferentes pontos do Estado da Bahia tem afetado uma de suas belezas naturais: o Rio São Francisco. Em Bom Jesus da Lapa, um dos 521 municípios do Brasil pelo qual o rio passa, o leito está ameaçado e grandes bancos de areia podem ser vistos ao longo do seu trecho. A situação de seca naquela região foi comprovada através de medições e estudos de entidades e representações sociais do Território do Velho Chico, formado por 16 cidades, as quais alertam que o rio São Francisco está ameaçado diante da crise hídrica. Inclusive, no início do mês de junho, foi realizado em Bom Jesus da Lapa o II Seminário de Orientação Funcional promovido pela Corregedoria Geral do Ministério Público da Bahia –MP/BA.

Naquela oportunidade Samuel Brito, representante da Comissão Pastoral da Terra-CPT, chamou à atenção das autoridades para a situação ambiental que é apresentada, afirmando que “dados oficiais dizem uma coisa, no entanto, os povos que vivem nas áreas atingidas sentem outra”.

Referindo-se a questão que para justificar empreendimentos irrigados, institutos apresentam um rio pleno, quando na verdade, os moradores denunciam um caos iminente. Ainda de acordo com a publicação, além da seca, a captação de água em grande escala do rio pode estar agravando a situação. A Codevasf de Bom Jesus da Lapa divulgou na semana do Meio Ambiente, em maio, o Plano de Preservação e Recuperação de Nascentes da Bacia do Rio São Francisco. O Plano Nascente São Francisco teve como projeto-piloto o município de Santana. No momento o trabalho está na quarta etapa, com a caracterização e validação das 33 nascentes identificadas previamente em um trabalho conjunto com as comunidades atingidas.

A Agência Nacional de Águas, ANA, criou o Dia do Rio, onde todas as captações de água na bacia hidrográfica do Rio São Francisco serão suspensas todas as quartas-feiras até 30 de novembro, mas poderá ser prorrogada caso haja atraso no início do período de chuvas na Bacia. Outras ações são desenvolvidas em defesa do rio. (Foto/Reprodução: Notícias da Lapa / Por Bomjesusdalapanoticias).

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

TCE-BA aprova cálculos de rateio do ICMS para municípios baianos

O Tribunal de Contas do Estado da Bahia (TCE-BA) aprovou por unanimidade nesta quinta-feira (14) …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *