sexta-feira ,17 novembro 2017
Página Inicial / Noticias / CHAPADA: Expansão da agroindústria é a aposta da Desenbahia para o desenvolvimento da região

CHAPADA: Expansão da agroindústria é a aposta da Desenbahia para o desenvolvimento da região

Otto Alencar Filho informou que a caravana da Desenbahia percorreu a região com potencial para se consolidar como polos agroindustriais | FOTO: Reprodução/Desenbahia |
Otto Alencar Filho informou que a caravana da Desenbahia percorreu a região com potencial para se consolidar como polos agroindustriais | FOTO: Reprodução/Desenbahia |

Depois de percorrer empreendimentos agrícolas em Irecê, Mucugê, Lençóis, João Dourado e Xique-Xique, a diretoria da Agência de Fomento do Estado da Bahia (Desenbahia) consolidou sua visão: a região da Chapada Diamantina, com 69 municípios, tem potencial para desenvolver três fortes polos agroindustriais. De acordo com a avaliação do presidente da instituição financeira, Otto Alencar Filho, “a Desenbahia está decidida a apoiar empreendimentos que agreguem valor e produzam riqueza. Essa região representa uma nova fronteira agroindustrial.

A caravana da Desenbahia, também integrada pelo diretor de Negócios, Francisco Miranda, pelo gerente comercial, Marko Svec, e pela gerente de negócios, Greisielle Andrade, de Irecê, visitou os empreendimentos Fazenda Igarashi e Fazenda Progresso, em Mucugê, que se destacam como os maiores produtores de batata do Brasil, além de tomate e café. Ela explicou que a região de Mucugê, com altitude de mil metros, apresenta condições excepcionais para produção de batata, com terra fértil e água em abundância.

O diretor de negócios da agência de fomento, Francisco Miranda, observou que a Fazenda Progresso tem planos de investir muito além da já importante produção de batata, tomate e café. “A Fazenda Progresso começou cultivar uvas para produção de vinho e tem planos de investir no enoturismo, com Hotel Fazenda, aproveitando a impressionante beleza natural de Mucugê, Igatu e Andaraí, de forte apelo turístico”. Ele chamou atenção para a produção de chips de batata pelo Grupo Igarashi e planos para produção de extrato e molho de tomate. “São iniciativas que fortalecem a visão da Desenbahia de apoiar projetos que ultrapassem a fase da produção agrícola, por si só importantes para a economia baiana, para a fase de produção agroindustrial, capaz de gerar, além de empregos e renda, riqueza para a região produtora”.

Otto Alencar Filho informou que a caravana da Desenbahia percorreu ainda Lapão, João Dourado e Xique-Xique, com potencial para se consolidar como polos agroindustriais. “Xique-Xique, por exemplo, tem características altamente positivas, como terras baratas de altíssima qualidade, próprias para irrigação, próximas ao rio São Francisco, com estratégicos lençóis freáticos”. Tais condições vocacionam a região para expansão de polos agroindustriais e são elas que levaram à implantação do Projeto Baixio de Irecê. E Lapão, atualmente, vem se destacando como importante centro produtor de cebola e cenoura. Com informações da Desenbahia.

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

UTINGA: Cipe Chapada Captura Menor e Parte de sua Quadrilha

Ontem, 14, por volta das 17h, uma guarnição da CIPE CHAPADA no patrulhando na cidade …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *