Página Inicial / Entretenimento / Chapada: Homenageada da Fligê deste ano participa do evento cultural em Mucugê

Chapada: Homenageada da Fligê deste ano participa do evento cultural em Mucugê

Conceição Evaristo é hoje uma das principais expoentes da literatura brasileira e afro-brasileira | FOTO: Divulgação |

A Feira Literária de Mucugê (Fligê), na cidade localizada na Chapada Diamantina, homenageia, em sua terceira edição, a escritora Conceição Evaristo. A autora participará da programação, que acontece entre os dias 16 e 19 de agosto. Mulher, negra, nascida numa favela da zona sul de Belo Horizonte, Conceição é hoje uma das principais expoentes da literatura brasileira e afro-brasileira. Publicou seu primeiro poema em 1990, no décimo terceiro volume dos Cadernos Negros. Desde então, publicou diversos poemas e contos, além de uma coletânea de poemas e dois romances.

Sua obra traz profundas reflexões acerca das questões de raça e de gênero, com o objetivo claro de revelar a desigualdade velada em nossa sociedade. Isso além de recuperar uma memória sofrida da população afro-brasileira em toda sua riqueza e sua potencialidade de ação. É autora, entre outras, de Ponciá Vicêncio (2003), de Becos da memória (2006), Insubmissas lágrimas de mulheres (2011) e Olhos d’água (2014), com o qual conquistou o Prêmio Jabuti. Recentemente, uma campanha lançada nas redes sociais pede a inclusão da escritora na Academia Brasileira de Letras (ABL).

Atitude que a organização da Fligê se manifestou publicamente como favorável e apoiadora. Este ano o tema da Fligê é ‘Literatura e Resistência: a vida nos rastros da palavra’. O objetivo é promover atividades relacionadas ao conhecimento, a formação, a produção e a difusão do livro e da literatura brasileira, baiana e regional, proporcionando à população e visitantes da Chapada uma nova experiência literária.

A programação inclui conferências, rodas de conversa, lançamento de livros, oficinas, leituras performadas, contação de estórias e oferece espaços dedicados à música, com shows e concertos, ao público infantil, com a FligeZinha, e visita à vila de Igatu, a Fligêetu, entre outras atividades. A feira literária é uma realização do Coletivo Lavra, sob curadoria da professora Ester Figueiredo, por meio do Ministério da Cultura e do Governo do Estado da Bahia, e de parceiros locais do município de Mucugê. Jornal da Chapada com informações de assessoria.

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Taxa de mortalidade infantil sobe 9,2% na Bahia depois de 25 anos em queda

Depois de passar 25 anos em queda, a taxa de mortalidade infantil aumentou 9,2% na …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *