quarta-feira ,18 outubro 2017
Página Inicial / Polícia / Chapada: Polícia prende jovem suspeito de envolvimento em chacina no território quilombola em Lençóis

Chapada: Polícia prende jovem suspeito de envolvimento em chacina no território quilombola em Lençóis

O suspeito detido foi identificado como Thiago Silva de Jesus, o ‘Thiago Gordo’ | FOTO: Alan Oliveira/G1 |

A Polícia Civil prendeu um jovem de 20 anos, na última quarta-feira (27), em Salvador, suspeito de envolvimento na chacina que deixou seis mortos, no território quilombola de Iúna, distrito de Lençóis, na Chapada Diamantina. Os dados foram divulgados pelo portal G1, após a polícia informar nesta quinta-feira (28) detalhes da ação. O crime aconteceu no dia 7 agosto de 2017. Conforme informações, o suspeito foi identificado como Thiago Silva de Jesus, o ‘Thiago Gordo’. Ele foi preso com drogas por uma guarnição da Polícia Militar, na Alameda Antunes, no bairro da Barra, na capital. Conforme a polícia, o suspeito é traficante e estava com uma quantidade de drogas, além de mais de R$ 1 mil em dinheiro, quando foi capturado.

Após a prisão, segundo a polícia, o jovem foi encaminhado para a Delegacia da Barra, onde foi descoberta a participação dele com a chacina. De acordo com a delegada Carmem Dolores, titular da unidade, ao chegar na delegacia, foi feita uma pesquisa no sistema da polícia, que apontou o nome do jovem como sendo um dos suspeitos do crime, além de ser comparsa do chefe do grupo rival que foi morto. “Ele estava traficando drogas aqui na Barra. Tráfico de cocaína. E quando foi preso se fez uma pesquisa criteriosa e se chegou à informação e entramos em contato com a polícia de Lençóis, com o delegado de lá, que nos informou dessa situação. Cumprimos o mandado de prisão que foi determinado pelo juiz da comarca de Lençóis e a prisão em flagrante por tráfico foi formalizada aqui também”, contou a delegada ao G1.

Três pessoas já tinham sido presas e autuadas por tráfico de drogas | FOTO: Divulgação/Polícia Civil |

Segundo Carmem Dolores, ainda não foi definido se o suspeito ficará em Salvador ou se será transferido para Lençóis. A delegada informou que o juiz da cidade da Chapada Diamantina deve determinar onde o jovem ficará custodiado. Até a publicação da reportagem, a situação ainda não havia sido definida. Este é o quarto suspeito preso pelo crime, segundo a polícia. Em agosto, foram presos Indira Luanda Ferreira Barbosa, de 44 anos, conhecida como ‘Indira Professora’, Ana Paula Gomes Santos, a ‘Ana Paula de Birau’, de 35, e Gilvan Santos de Jesus, de 26. Na casa de Indira, que é suspeita de ser responsável pela contabilidade da quadrilha, a polícia apreendeu pés de maconha e porções da droga já embaladas para venda. Ana Paula e Gilvan, que atuavam como ‘olheiros’ e vendiam drogas, também estavam no local, em Tanquinho de Lençóis.

Ainda segundo a publicação do G1, a polícia já havia descartado que o crime tivesse sido motivado por disputa de terras. De acordo com a polícia, o crime foi motivado por disputa de tráfico de drogas na região. Segundo a polícia, a vítima Gildásio Bispo das Neves, conhecido como ‘Leixão’, de 51 anos, era o principal alvo da ação criminosa por controlar o tráfico na localidade de Iúna. Além de ‘Leixão’, foram executados Adeilton Brito de Souza, o Boga, 22 anos, Cosme do Rosário da Conceição, 49 anos, Marcos Pereira da Silva, 31 anos, Valdir Pereira Silva, 28 anos, e um sexto homem ainda não identificado pela polícia. A Superintendência Regional do Incra na Bahia informou que o nome da sexta vítima é Amauri Pereira Silva. Com informações do G1.

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Barreiras: Homem tenta atravessar o Rio Grande e morre afogado

Um homem identificado como José Pereira dos Santos de 56 anos, natural de Bom Jesus …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *