Página Inicial / Política / Corregedoria detecta 17 casos de acúmulo de cargos na Bahia e em Minas Gerais

Corregedoria detecta 17 casos de acúmulo de cargos na Bahia e em Minas Gerais

Foto: Reprodução / Google Street View

A Corregedoria-Geral do Estado e a Secretaria da Fazenda de Minas Gerais detectaram 17 casos de acúmulo de cargos na Bahia e em Minas Gerais, durante a segunda fase da Operação Estados.

Os profissionais flagrados atuam como agentes penitenciários, professores, policiais e analistas universitários. A legislação vigente proíbe expressamente o acúmulo de cargos públicos, exceto nos casos de profissionais da área de saúde e professores, quando houver compatibilidade e carga horária entre dois vínculos empregatícios.

Os critérios para que haja essa compatibilidade consideram somatório das horas nos dois vínculos, distância entre os locais de trabalho e os intervalos para descanso e refeições do trabalhador. Desde 2016, quando foi deflagrada a operação, foram identificados 81 casos suspeitos, dos quais 49 em Sergipe, 20 em Pernambuco, seis no Ceará, cinco no Tocantins e um no Espírito Santo. (Bahia Notícias)

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Câmara dos Deputados aprova projeto da reforma trabalhista

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (26) o texto-base do projeto de lei 6787/16, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *