segunda-feira ,23 outubro 2017
Página Inicial / Polícia / Em comemoração a 24 anos, PCC planeja matar juiz, procurador, delegado e agentes

Em comemoração a 24 anos, PCC planeja matar juiz, procurador, delegado e agentes

Penitenciária Federal de Porto Velho | Foto: Divulgação / Ministério da Justiça

A facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) planeja matar um juiz federal, um procurador da República, um delegado federal e ao menos quatro agentes penitenciários de Porto Velho (RO) até o próximo dia 31, quando a organização fará 24 anos — o PCC foi criado no dia 31 de agosto de 1993, por oito presos do Anexo da Casa de Custódia de Taubaté, situado a 130 quilômetros de São Paulo.

Segundo informações do portal UOL, uma investigação da Polícia Federal aponta que o PCC já matou três agentes penitenciários entre setembro do ano passado e maio deste ano. Para executar os atentados, o grupo criou células de inteligência que tem entre suas atividades o monitoramento dos alvos da ação. A informação sobre os novos assassinatos planejados pela facção aparece em um ofício assinado pelo diretor de um presídio federal, Cristiano Tavares Torquato. O documento foi enviado ao superintendente regional da Polícia Federal de Rondônia, Araquém Alencar Tavares de Lima no último dia 17.

“De acordo com informações prestadas por fonte humana, estaria em andamento um ‘salve’ (ordem) do primeiro comando da capital (PCC) para execução de Agentes Públicos em Porto Velho/RO, dos quais seriam potenciais alvos o Juiz Corregedor da Penitenciária Federal em Porto Velho, um Procurador da República, um Delegado da Polícia Federal (todas as autoridades envolvidas na Operação Epístola) e pelo menos quatro Agentes Federais de Execução Penal, lotados em Porto Velho”, afirma. A ordem para os assassinatos foi dada devido a suspensão de visita íntima e à permanência de membros da facção no presídio federal. O Departamento Penitenciário Nacional (Depen) informou que já foram tomadas medidas para proteger a vida dos agentes e que as autoridades estaduais e federais já foram informadas dos crimes planejados. (Bahia Notícias)

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Dodge aponta Geddel como ‘líder de organização criminosa’

Em manifestação ao Supremo Tribunal Federal (STF) a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, disse que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *