terça-feira ,19 novembro 2019
Página Inicial / Saúde / Em São Paulo, Rui visita Hospital de Câncer em busca de novas parcerias

Em São Paulo, Rui visita Hospital de Câncer em busca de novas parcerias

Em busca de experiências de sucesso para melhorar cada vez mais os serviços de prevenção e tratamento do câncer na Bahia, o governador Rui Costa visitou, nesta terça-feira (6), as instalações do Hospital de Câncer de Barretos, em São Paulo. A unidade, também conhecida como Hospital de Amor, é um dos mais modernos centros de ensino e pesquisa em toda a América Latina. Durante a visita, o governador apresentou propostas de parcerias para a ampliação do atendimento oncológico no Hospital Santo Antônio (HSA), ligado às Obras Sociais Irmã Dulce (Osid), em Salvador.

“Ele veio conhecer o hospital porque somos uma referência nacional no tratamento do câncer e buscar nossa experiência para melhorar os serviços no Hospital Irmã Dulce. Com a construção das policlínicas regionais de saúde, a Bahia hoje possui hoje uma das melhores, senão a melhor, medicinas públicas do país. E isso passa muito por essa constante troca de experiências que o governador vem realizando”, afirmou o diretor do Hospital de Câncer de Barretos, Henrique Prata.

Rastreamento de câncer
O Governo do Estado já possui uma parceria concretizada com o Hospital de Barretos. Durante a inauguração da Policlínica Regional de Saúde em Juazeiro, no último dia 30 de agosto, o governador fez a entrega da unidade móvel do Programa de Rastreamento do Câncer de Colo de Útero e Mama, resultado de parceria com o Instituto Avon e a Fundação Pio XII, entidade mantenedora do Hospital de Barretos.

Outras cinco unidades móveis serão entregues até outubro, contemplando as regiões de Jequié, Irecê, Teixeira de Freitas, Guanambi e Metropolitana de Salvador. Elas têm capacidade de realizar 127 exames por dia de mamografia e papanicolau.

As policlínicas de Jequié, Irecê, Teixeira de Freitas e Guanambi, o Hospital da Mulher (Salvador) e o Instituto Ivete Sangalo (Juazeiro) serão as unidades fixas de referência dos veículos, sendo responsáveis pelo exames complementares de diagnóstico (mamografia com estereotaxia, ultrassom de mama, biópsia de mama e colo do útero), além de consultas médicas especializadas e aulas de educação continuada para os profissionais de saúde da região.

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

IBGE identifica que 13,5 milhões de brasileiros ainda vivem com menos de R$ 8 por dia

A ampliação da ocupação e o crescimento do rendimento no trabalho ajudaram a tirar cerca …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *