segunda-feira ,23 outubro 2017
Página Inicial / Educação / Estudante baiana tenta levar tecnologia que purifica água ao semiárido

Estudante baiana tenta levar tecnologia que purifica água ao semiárido

Anna Luísa exibe sua invenção. o Aqualuz que ‘potabiliza’ a água armazenadas em cisternas no semiárido/ Foto: Reprodução.

Anna Luísa Beserra, 19, quer arrecadar R$ 23 mil para implantar 15 unidades-testes de seu invento.Com um sorriso largo de menina estampado no rosto, cabelo ao vento e repleta de sonhos, Anna Luísa Beserra, 19 anos, demonstra a primeira vista ser como a maioria das jovens de sua faixa etária. Mas essa aluna de Biotecnologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA) já alçou grandes voos, apesar da pouca idade. A Safe Drinking Water For All (SDW), startup socioambiental que ela ajudou a criar há dois anos desenvolveu um produto capaz de transformar a vida de milhões de pessoas do semiárido, região que costuma sofrer com os efeitos da estiagem.

A inovação atende pelo nome de “Aqualuz”, um dispositivo à base de energia solar voltado à desinfecção da água de cisternas. “Basta bombear a água da cisterna para o equipamento. Primeiro ela passa pelo filtro e as partículas sólidas que deixam o líquido escuro são retiradas. Depois disso segue para um reservatório, onde fica exposta ao sol por um período que vai de uma a quatro horas. O controle é feito por um sistema de monitoramento que avisa quando a água está pronta e o operador, assim, pode retirá-la diretamente da torneira”, explica. (Correio)

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Pilão Arcado: Incêndio em zona rural alcança 100 km de extensão; veja vídeo

Um incêndio em Pilão Arcado, no Sertão do São Francisco, já chega a 100 quilômetros …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *