sexta-feira ,19 outubro 2018
Página Inicial / Esporte / Flamengo pressiona, vira no final contra o Cruzeiro e cola no Palmeiras

Flamengo pressiona, vira no final contra o Cruzeiro e cola no Palmeiras

20160925181831335065a

O Flamengo chegou a levar um susto do Cruzeiro neste domingo, no Estádio Kléber Andrade, em Cariacica, mas conseguiu a virada por 2 a 1 na partida válida pela 27ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. Consequentemente, a equipe de Zé Ricardo manteve a perseguição ao líder Palmeiras, que já havia vencido o Coritiba por 2 a 1 no sábado. Os gols foram marcados por Rafinha, aos 29 minutos do segundo tempo, Guerrero, aos 38, e Mancuello aos 41.

O resultado mantém o Rubro-Negro na vice-liderança da competição nacional com 53 pontos, um a menos que o primeiro colocado. A preocupação da Raposa é outra: o clube mineiro está na zona de rebaixamento com 30 e é o primeiro do grupo de descenso.

A equipe flamenguista volta a campo no próximo sábado, às 16h (de Brasília) quando visita no Morumbi o instável São Paulo, derrotado pelo Vitória neste domingo e ainda ameaçado. Já o Cruzeiro recebe o Grêmio no Mineirão às 18h30.

 

Pressão rubro-negra

O Flamengo não deu sossego ao Cruzeiro no primeiro tempo. Antes mesmo do primeiro minuto, o time de Zé Ricardo já havia chegado ao ataque perigosamente com tabela entre Gabriel e Diego, que acabou derrubado por Robinho. O sufoco inicial ainda resultaria em mais oportunidades, como o chute de Réver que sobrou nos pés de Guerrero. Com o pé de apoio na linha da grande área, o peruano exigiu boa defesa de Rafael para levantar de vez a torcida flamenguista em Cariacica.

Robinho admite: não foi pênalti

Os jogadores de Sidnei Lobo, que substituiu o suspenso Mano Menezes, ficaram menos tempo com a bola no pé – o Flamengo chegou a ter 65% de posse –, mas conseguiram construir algumas oportunidades. A maioria das jogadas buscava Ábila no ataque: na primeira delas, Muralha fez defesa segura; aos quatro, o argentino não conseguiu o domínio; na marca dos 25, Robinho cruzou forte demais em busca do atacante. O lance se inverteu aos 33, quando Ábila acionou o meia, que a princípio alegou ter sido derrubado por Rafael Vaz. O árbitro Leandro Vuaden não viu pênalti. “Eu pulei. Deveria ter tentado seguir na jogada, pois talvez pudesse ter sido pênalti mesmo”, admitiu o próprio Robinho ao Premiere na saída para o intervalo.

Bicicleta peruana

Guerrero não se deslocou muito em busca da bola, mas seu bom posicionamento garantiu algumas chances ao Flamengo. Como a bonita bicicleta que deu aos 22 minutos do primeiro, após cruzamento de Pará pela direita. O peruano deu um leve toque para parar a bola e já emendou uma forte bicicleta para a defesa de Rafael.

Fonte: Portal UOL

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Seabra: Hospital Regional da Chapada abre Processo Seletivo Cadastro Reserva

No período de 15 até o dia 18 de Outubro de 2018, estará aberto Processo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *