terça-feira ,15 outubro 2019
Página Inicial / Sem categoria / Fogos de artifício causaram 5 mil internações em 10 anos; Bahia é líder em número

Fogos de artifício causaram 5 mil internações em 10 anos; Bahia é líder em número

Foto: Agência Brasil

O manuseio inadequado de fogos de artifício levou à internação hospitalar mais de 5 mil pessoas entre 2008 e 2017, de acordo com levantamento do Conselho Federal de Medicina (CFM). Os dados mostram que, nos últimos 21 anos, o Brasil registrou 218 mortes por acidentes com fogos de artifício, sendo 84 na Região Sudeste; 75 no Nordeste; 33 no Sul; e 26 no Centro-Oeste e no Norte. Entre os estados brasileiros, a Bahia aparece com o maior número de casos em quase todos os anos – ao longo da última década, 20% das internações ocorreram em municípios baianos.

Outros destaques incluem São Paulo, com 962 internações (19%), e Minas Gerais, com 701 (14%). Juntas, as três unidades da federação representam mais da metade de todos os casos registrados no período (53%). Além dos cerca de dez óbitos contabilizados todos os anos, a brincadeira pode provocar queimaduras, lesões com lacerações e cortes, amputações de membros, lesões de córnea ou perda da visão e lesões auditivas. Ainda de acordo com o CFM, os serviços públicos de saúde registram uma média de 80 internações somente no mês de junho.

Segundo a Agência Brasil, números do Sistema de Informação Hospitalar apontam que, nos últimos dez anos, 5.063 pessoas foram internadas para tratamento por acidentes com fogos de artifício. A série de ações alerta sobre riscos de acidentes nas festas juninas e em festividades ligadas à Copa do Mundo. Os dados mostraram que o ano de 2014, quando o país sediou a Copa do Mundo, foi o que mais registrou acidentes(BN)

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Motorista é ‘flagrada’ a 710 km/h em rodovia de Brasília

Uma motorista foi multada em R$ 134 após o carro em que ela dirigia ultrapassar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *