segunda-feira ,28 maio 2018
Página Inicial / Polícia / Força-tarefa prende suspeitos da morte do delegado de Barra da Estiva; um morre em confronto

Força-tarefa prende suspeitos da morte do delegado de Barra da Estiva; um morre em confronto

A força-tarefa investiga o assassinato do delegado Marco Torres, titular do município de Barra da Estiva, e cumpriu mandados de prisão esta semana contra suspeitos do crime | FOTO: Montagem do JC |

Suspeita principal pela morte do delegado mineiro Marco Torres, então titular da delegacia de Barra da Estiva, na Chapada Diamantina, a associação criminosa que atua em vários estados sofreu baixas com a atuação da força-tarefa composta por membros da Polícia Civil da Bahia (PC-BA) nesses últimos dois dias. De acordo com informações enviadas ao Jornal da Chapada, nesta sexta-feira (27), durante cumprimento de mandado em São Paulo, um dos membros da quadrilha morreu em confronto, depois de ter resistido à prisão. Por esse mesmo motivo, outro criminoso também foi alvejado, mas passa bem após ser atendido. Ao total foram três baixas para a organização criminosa, já que um terceiro criminoso já havia sido detido no início da semana em Montes Claros (MG).

A Polícia Civil emitiu um boletim com o resumo parcial das ações realizadas nesta sexta-feira, assinado pelo delegado civil Marcus Vinicius de Morais Oliveira (DH/Vitória da Conquista). A equipe da PC-BA é composta pelo referido delegado e também pelo EPC Valdiran Paiva (Draco/VCA) e do IPC Euler Guerra (Draco/VCA), com o apoio irrestrito do DEIC, unidade Delegacia de Roubo a Bancos, atualmente chefiada pelo DPC Pedro Ivo Correia dos Santos, composta por 10 equipes, incluindo equipes táticas do Garra/DEIC. Conforme os dados, após os dois dias de diligências em São Paulo, a operação cumpriu dois mandados de prisões preventivas em desfavor de Júlio Carlos Pereira Rocha e busca e apreensão em sua residência, na qual também estava sua namorada.

Ainda segundo as informações, Júlio é um contumaz infrator da lei penal, sendo que sua prisão preventiva foi decretada em decorrência da representação do DPC Elvander Rodrigues (Draco/VCA), após as investigações relacionadas ao sequestro do gerente do Banco do Brasil, em Barra da Estiva no dia 9 de abril de 2018, apontarem cabalmente Júlio e outros integrantes dessa associação criminosa como autores. “Esta associação criminosa atua em vários estados e é a principal suspeita pela morte do DPC Marco Torres, fato ocorrido em 12 de abril de 2018, num município próximo a Barra da Estiva, queimando seu corpo e o veículo que conduzia. Esta equipe da PC-BA integra a força-tarefa que apura o referido assassinato”, aponta nota assinada pelo delegado Marcus Oliveira.

A outra prisão preventiva contra Júlio também foi em decorrência de roubo a instituição financeira na Bahia. “No momento do cumprimento de sua prisão, Júlio resistiu e foi alvejado, sendo socorrido e, aparentemente, passa bem. Ele está cooperando com as investigações, confessou ser coautor do crime em Barra da Estiva e apontou a residência onde está Talles Deivison Souza Lelis, coautor no referido crime, contra o qual também consta mandado de prisão preventiva em aberto em seu desfavor. Talles resistiu à voz de prisão e, após intenso tiroteio, foi alvejado e não resistiu aos ferimentos”, completa a nota enviada ao Jornal da Chapada. Há três dias, a equipe da PC-BA cumpriu mandado de prisão preventiva em desfavor de Guilherme Silva Fraga, fato ocorrido na cidade de Montes Claros (MG), por ter também participado dos crimes em Barra da Estiva.

Prisão em Minas Gerais

 

Cumprimento de mandado de prisão em Montes Claros
Na última terça (24), foi dado cumprimento ao mandado de prisão em desfavor de Guilherme Fraga expedido pela Comarca de Barra da Estiva. Guilherme integra a quadrilha que sequestrou os familiares do gerente do Banco do Brasil em 9 de abril deste ano, no mesmo município da Chapada. Outros três mandados de prisão foram expedidos e aguardam a localização dos infratores para serem cumpridos. Ainda durante a missão de cumprimento do mandado foi localizado o veículo Hiunday i30 utilizado na ação.

O preso está sendo transferido para a Base do Draco em Vitória da Conquista e o veículo está sendo periciado pela Polícia Civil de Minas Gerais. De acordo com a Draco e a DH de Vitória da Conquista, “para localização do criminoso e efetivo cumprimento do mandado a participação dos policiais Civis de Montes Claros, sob o comando do DPC Herivelton Ruas, foi decisiva”.

Jornal da Chapada

 

 

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Souto Soares: Operação policial prende três e localiza espingarda enterrada

Uma operação integrada prendeu três criminosos envolvidos com tráfico de drogas, assaltos e homicídios e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *