quarta-feira ,23 agosto 2017
Página Inicial / Sem categoria / Governo boliviano pede que Brasil deporte funcionária que liberou voo da Chapecoense

Governo boliviano pede que Brasil deporte funcionária que liberou voo da Chapecoense

O governo da Bolívia pediu ao Brasil nesta terça-feira (6) a deportação de Celia Castedo Monasterio, funcionária boliviana de controle de tráfego aéreo que autorizou o voo do avião que levava o time da Chapecoense e caiu em Medellín, na Colômbia, deixando 71 pessoas mortas. Segundo o ministro do Interior da Bolívia, Carlos Romero, Celia Castedo passou ilegalmente por controles da imigração para tentar fugir da Justiça do país. Ela está no Brasil e procurou a Polícia Federal e o Ministério Público Federal em buscar de informações sobre como receber refúgio no país. De acordo com Romero, Celia estava sendo procurada como parte de uma investigação sobre a autoridade de controle aéreo da Bolívia após o trágico acidente. O MPF afirmou que vai pedir aos órgãos federais competentes que adotem as medidas cabíveis nestes casos, levando em conta normas internacionais e o direito brasileiro. (Bahia Notícias)

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Palmeiras: Policiais civis prendem homem que vendia maconha dentro de peixe no Vale do Capão

Um homem de 52 anos foi preso por policiais civis da 13ª Coordenadoria Regional de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *