Página Inicial / Economia / Governo distribui 1,5 milhão de mudas de palma forrageira para agricultores familiares

Governo distribui 1,5 milhão de mudas de palma forrageira para agricultores familiares

A meta é entregar 20 milhões de mudas até o fim do ano/Foto: Repodução

O Governo do Estado tem investido para a sustentabilidade da bovinocultura e caprinovinocultura da agricultura familiar. Apenas nos meses de abril e maio, foram distribuídas 1,5 milhão de mudas de palma forrageira, por meio do projeto de Segurança Alimentar do Rebanho, da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR). A meta é entregar 20 milhões de mudas até o fim do ano. Executado pela Superintendência da Agricultura Familiar (Suaf), o projeto, além de distribuir as mudas de palma, também oferece assistência técnica e extensão rural (ATER) para agricultores familiares, incentivando a produção de alimentos para o rebanho, com o objetivo de gerar trabalho, renda e inclusão social.

De acordo com o superintendente da Suaf, Marcelo Matos, o projeto de Segurança Alimentar do Rebanho promove a formação de uma rede de multiplicação de palma forrageira para promover a dinamização da pecuária em propriedades de agricultores familiares. Segundo ele, o cultivo da palma forrageira é a alternativa viável de produção de alimento no semiárido para ser oferecida aos animais. “Um hectare de palma cultivado de forma intensiva é suficiente para suplementar a alimentação de 20 vacas ou de 100 ovinos e caprinos durante seis meses”, comenta.
O agricultor Sidiclei Sena dos Santos, produtor de leite de Duas Barras, no município de Morro do Chapéu, ressalta que “sem palma, fica difícil criar os animais. Um importante alimento, sobretudo para garantir a produção de leite. A gente precisa desse apoio do governo, além de instruções sobre como melhorar o plantio e aumentar a produção da palma”.
Os municípios beneficiados nesses últimos dois meses integram os Territórios de Identidade Velho Chico, Bacia do Rio Corrente, Piemonte do Paraguaçu, Bacia do Jacuípe e Sertão São Francisco. As entregas são realizadas por meio dos convênios celebrados entre a SDR e entidades, a exemplo da Rede de Organização em Defesa das Águas (RODA), a Fundação de Apoio aos Trabalhadores Rurais e Agricultores Familiares da Região do Sisal e Semiárido da Bahia (Fatres) e a Cooperativa Agroindustrial Pintadas (COOAP).
“A distribuição de mudas de palmas, para multiplicação nas propriedades de agricultores familiares, tem sido muito bem aceita e solicitada pelos municípios, principalmente após as reuniões do secretário de Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues, com os municípios de todos territórios baianos”, conclui a diretora de Fomento de Apoio à Produção, Maria Auxiliadora Alvim. (Informações Ascom/SDR)

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Fazenda: estimativa de salário mínimo para 2018 cai de R$ 979 para R$ 969

Com uma perspectiva de crescimento menor do País e avanço mais lento da massa salarial, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *