domingo ,22 outubro 2017
Página Inicial / Meio Ambiente / Ibotirama: Agentes regatam amsi de 290 animais emFiscalização Preventiva Integrada na Região

Ibotirama: Agentes regatam amsi de 290 animais emFiscalização Preventiva Integrada na Região

Foto: Portal Velho Chico

Duzentos e noventa e um animais foram resgatados, ontem (25/04), no município de Ipupiara, Oeste da Bahia, durante uma operação dos agentes de Fiscalização Preventiva Integrada (FPI), que está sendo realizada na região de Ibotirama. Técnicos do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV) e Ministério Público da Bahia (MP-BA) estiveram em mais de 50 residências e encontraram, em sua maioria, aves – papagaios, cardeais, azulões, periquitos, maritacas, etc. -, além de um mico. Todos os animais silvestres estavam em cativeiro e muitos viviam em gaiolas extremamente sujas, com fezes espalhadas pelo ambiente, o que acarreta doenças e configura sinais de maus tratos.

Até agora, um total de 920 animais foram resgatados pelos agentes da FPI, em oito dias de operação em Ibotirama e localidades próximas. A maioria são pássaros silvestres, mas também foram encontrados dois filhotes de veados. Os bichos eram criados como animais de estimação, em uma casa. O morador recebeu uma multa do Ibama. Um criador de aves também foi preso por possuir pássaros sem registro e uma ave com a anilha adulterada, o que configura crime ambiental. Todos os animais resgatados passam por um processo de reabilitação e são reinseridos na natureza. A pessoa que for flagrada criando animais silvestres em cativeiro, sem a autorização do Ibama, pode ser multada e até presa.

Os moradores de Ibotirama que tiverem animais silvestres em casa podem entregá-los, de forma voluntária, em um posto-base da Fiscalização Preventiva Integrada, localizado na rua Professor Machado, número 36, bairro São Francisco. Não haverá aplicação de nenhuma penalidade durante a entrega voluntária, que acontece até as cinco horas da tarde de hoje (26/04).

Os órgãos envolvidos na FPI são: Ministério Público Estadual, Ministério Público Federal, Ministério Público do Trabalho, Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB), Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia (Crea-BA), Departamento Nacional de Produção Mineral, Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), Polícias Civil e Militar, Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal, Secretaria da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (Seagri), Secretaria da Fazenda (Sefaz), Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema), Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), por meio da Vigilância Sanitária e Ambiental (Divisa), Secretaria de Segurança Pública (SSP), Superintendência Regional do Trabalho e Emprego na Bahia (SRTE-BA), Superintendência da Pesca e Aquicultura no Estado da Bahia (SFPA/BA), Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHRSF), Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV), Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC), Núcleo de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural (NUDEPHAC), Superintendência do Patrimônio da União na Bahia (SPU/BA), Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Coordenação de Desenvolvimento Agrário (CDA), Fundação Nacional do Índio (Funai), Associação dos Geógrafos da Bahia e Marinha do Brasil. (Assessoria de Imprensa – Fiscalização Preventiva Integrada / FPI – Via Velho Chico News)

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Baixa Grande: Pedreiras em comunidades na zona rural são vistoriadas por equipe técnica

Uma equipe técnica foi levada às comunidades Lagoa Queimada e Fazenda Caís, em Baixa Grande, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *