quarta-feira ,17 outubro 2018
Página Inicial / Polícia / Ibotirama-BA: Dois dias após ser preso com arma em carro, presidente da Câmara é solto, admite erro e relata ter sido ameaçado

Ibotirama-BA: Dois dias após ser preso com arma em carro, presidente da Câmara é solto, admite erro e relata ter sido ameaçado

Foto: Reprodução

Presidente da Câmara de Vereadores de Ibotirama, Jean Charles Alexandre (PSD), foi liberado da cadeia nesta sexta-feira (2), dois dias após ser preso depois de flagrado por policiais militares, em um carro, com uma pistola ponto 40, que é de uso restrito da polícia.

Em conversa com o G1, o edil disse que a arma localizada era do amigo que estava com ele no veículo, Francisco Rodrigues Coelho Júnior, de 31 anos, e afirmou que, no dia em que foi preso, no bairro Iguatiraminha, estava tentanto localizar um carro que teria rondado a casa onde ele mora, para denunciar à polícia.

Francisco também foi levado para delegacia, mas também foi liberado para responder em liberdade pelo crime de porte ilegal de arma de fogo. O G1 não conseguiu contato com ele, nesta sexta.

Jean Charles diz que vem sendo alvo de ameaças após a morte do irmão, assassinado em março de 2006. Ele diz receber telefoneas de número restrito.

“Já venho sofrendo ameaças há algum tempo. Há quase doze anos, meu irmão foi assassinado e estou na luta pra que o assassino seja julgado. Por isso, tenho sido ameaçado, sobretudo após o julgamento ser marcado, há dois meses. Na noite de anteontem, eu não estava em casa, mas um vizinho disse que um carro passou na minha porta três vezes. E na ânsia de me defender, cometi o erro. Chamei um amigo, expliquei a situação e pedi que ele fosse à cidade comigo para tentar localizar o tal carro para denunciar à polícia. Meu amigo foi armado e acabamos sendo parados na blitz”, disse.

O vereador contou que, após ser abordado pela polícia, por volta das 22h40 de quarta-feira, ele e o amigo desceram do carro e que não houve nenhuma confusão. O veículo, segundo o vereador, também era do amigo dele.

“Era uma blizt de rotina. Desci do carro e me indentifiquei. Não fizeram nada comigo. Perguntaram se tinha arma no carro, depois acharam a arma e fomos para a delegacia. A polícia fez o papel dela. A lei tem que ser igual para todos, inclusive para vereadores. Na delegacia, contei toda a verdade, assumi tudo. Eu disse que fui eu quem tinha chamado o rapaz para ir comigo. Não ia deixar ele sozinho com esse pepino nas mãos”, destacou.

O vereador disse que permitiu que o amigo o acompanhasse armado porque queria se proteger.

“Foi um erro, mas isso aconteceu porque queria preservar a minha integridade e a integridade da minha família. Perdi meu irmão há 11 anos e fiquei com medo desse carro que rondou a minha casa e que foi flagrado pelas câmeras de segurança”, destacou,

A Câmara de Vereadores de Ibotirama informou através da assessoria jurídica que após ser solto, Jean Charles compareceu à casa legislativa para conversar com funcionários sobre o que ocorreu.

A delegacia de Ibotirama informou que as supostas ameaças relatadas pelo vereador estão sendo investigadas. (Fonte:G1/Bahia)

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Ibotirama: Homem é morto a facadas

Um homem conhecido como “Jó”  foi morto a facadas na tarde deste domingo (14), na rua …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *