sexta-feira ,14 dezembro 2018
Página Inicial / Polícia / Inquérito aponta que havia 3º homem em carro usado no assassinato de Marielle

Inquérito aponta que havia 3º homem em carro usado no assassinato de Marielle

O inquérito que investiga as execuções da vereadora Marielle Franco e seu motorista, Anderson Gomes, aponta que uma terceira pessoa estrava no carro usado pelos bandidos no dia 14 de março, data em que os dois foram assassinados. Desde o início das apurações, acreditava-se que eram dois criminosos. Nesta quarta-feira (14), o crime completou oito meses.

Segundo a TV Globo, que teve acesso ao inquérito, novas imagens de uma câmera que registrou o carro de frente, antes de chegar ao local do crime, revelam um homem ao lado do motorista, no banco do carona. As imagens já divulgadas na imprensa mostravam outro homem no banco de trás. Apesar de esses registros terem sido encontrados, os investigadores ainda permanecem com dificuldades para elucidar o crime porque as câmeras da prefeitura no local da execução não estavam funcionando.

Apesar da película escura nos vidros, com um programa de computador, os analistas identificaram a presença de uma pessoa no banco do carona. A investigação da Divisão de Homicídios também concluiu que o carro de onde partiram os disparos foi preparado para o crime.

Ainda segundo a TV Globo, o veículo modelo Cobalt usado pelos bandidos era clonado. A polícia analisou o carro e descobriu várias diferenças em relação às características do modelo original. Como, por exemplo, as maçanetas pretas, pouco comuns nesse modelo, e o formato da janela diferente de outros carros.

O inquérito também traz uma cópia da agenda de Marielle no dia 14 de março e mostra a rota percorrida pelo carro da vereadora desde a saída da Câmara Municipal, com a passagem pela Casa das Pretas, onde ela participou de seu último compromisso, até o local do crime.

Ela sai às 18h40, em direção à Rua dos Inválidos. O carro usado pelos assassinos já está lá. Na chegada à Casa das Pretas, o carro onde estão Marielle, sua assessora e o motorista Anderson passa ao lado dos bandidos. Eles aguardam a saída da vereadora por cerca de duas horas.

Uma imagem no documento mostra que os bandidos seguem o carro de Marielle quando ele passa na Rua do Senado. Os disparos são feitos na Rua João Paulo Primeiro. O carro dos assassinos segue em fuga pela Rua Joaquim Palhares.

 

Fonte: TV Globo

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Cerca de 200 delegados entregam cargos em protesto contra PEC do teto de Rui

Cerca de 200 delegados que integram a cúpula da Polícia Civil da Bahia decidiram entregar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *