quinta-feira ,23 maio 2019
Página Inicial / Sem categoria / Internautas acusam Roda Viva de praticar ‘manterrupting’ com Manuela D’Ávila

Internautas acusam Roda Viva de praticar ‘manterrupting’ com Manuela D’Ávila

Foto: Reprodução / TV Cultura

Manuela d’Ávila, pré-candidata à presidência da República pelo PCdoB, teria sido interrompida pelo menos 62 vezes durante entrevista concedida no Roda Viva nesta segunda-feira (25). De acordo com um levantamento feito pelo Mídia Ninja, o número de interrupções a Manuela foi sete vezes maior do que as 8 feitas na participação do programa com o pré-candidato Ciro Gomes (PDT). O caso com a comunista no programa da TV Cultura repercutiu negativamente na internet nesta terça (26). No Twitter, internautas classificaram a postura dos entrevistadores com Manuela como “manterrupting”, prática sexista em que homens interrompem constantemente uma mulher de maneira desnecessária, não permitindo que ela consiga concluir sua frase.

A palavra é uma junção de “man” (homem) e “interrupting” (interrupção) e, traduzida, significa “homens que interrompem”. “Apesar de concordar com quase nada do que a Manuela d’Ávila defende, a entrevista dela no Roda Viva foi revoltante. A mulher não conseguia falar uma frase sem ser interrompida! Deus me livre”, escreveu uma mulher na rede social. Também no Twitter, o jornalista Xico Sá também se mostrou incomodado com uma suposta “arapuca” ideológica feita na entrevista. . “Uma emissora educativa, bancada pelo Estado (de SP), não pode transformar um programa jornalístico em arapuca ideológica -seja lá contra quem for. O episódio Manuela d’Ávila foi uma indecência”, escreveu.

 

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Região de Irecê: Van da prefeitura de Gentio do Ouro que transporta paciente é alvo de furto em Salvador

Uma van da Prefeitura Municipal de Gentio do Ouro que fazia o transporte de pessoas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *