sexta-feira ,20 outubro 2017
Página Inicial / Polícia / Jovem é estuprado e torturado com paus, pedras e arame farpado: ‘Quem sou eu agora?’

Jovem é estuprado e torturado com paus, pedras e arame farpado: ‘Quem sou eu agora?’

Foto: Reprodução / Facebook

Um estudante de biologia de 23 anos de Uberaba foi estuprado e torturado com paus, pedras e arame farpado no último domingo (20). De acordo com o depoimento de Mateus Henrique nas redes sociais, um motorista o parou durante sua caminhada matinal e o obrigou a escolher entre entrar em seu veículo ou “levar um tiro ali mesmo”. A motivação do crime, segundo o estudante da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM) seria ódio à jovens entre 19 e 25 anos, que chegou a ser classificado pelo violentador como uma “juventude corrompida”.

O homem chegou a afirmar que caso a vítima fosse uma mulher, ele provavelmente iria matá-la depois. O jovem relatou ter chegado a ter sido parabenizado por ter “salvado uma mulher”. De acordo com o G1, o crime foi registrado pela Polícia Militar e aguarda abertura de inquérito pela Polícia Civil. O boletim de ocorrência registra que o estudante foi encontrado 12h de domingo após o recebimento de uma denúncia de que existia uma pessoa ferida, com mãos e pés amarrado em uma estrada no Bairro Jardim Eldorado. De acordo com informações do G1, o jovem foi encontrado de calça, sem camisa, com arranhões pelo corpo e com pedaços de galhos secos no lóbulo da orelha esquerda. Pedras ainda foram encontradas no corpo de Mateus no hospital.

O estudante de biologia ainda relatou ter caminhado durante 1h30, ter cruzado com pelo menos 20 pessoas que se negaram a prestar socorro. “Acharam que eu era drogado, assaltante… tudo bem, eu entendo, mas não custava chamar a Polícia que era a única coisa que eu conseguia gritar. Eu estava sozinho. Com medo. Por fim, um motoqueiro me faz esse grande favor e depois de meia hora chega a bendita polícia. Mas não se enganem, nem os policiais e nem a equipe médica tava preparada pra um caso desses. ‘Mas você conhecia o agressor?’, ‘Por que você não correu?’, ‘Ele não titubeou nenhum momento pra você se aproveitar?’ e ‘O indivíduo alega’ foram as melhores pérolas que ouvi. Como sempre a culpa é da vítima”, protestou.(Bahia Notícias)

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Simões Filho: Jovem que recebeu ‘revelação’ sobre morte teria sido namorada de traficante

A adolescente Gisele Kailla de Jesus Adab, 17 anos, morta a tiros no domingo (15) em …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *