quinta-feira ,19 setembro 2019
Página Inicial / Economia / Metade dos municípios baianos vai fechar 2018 no vermelho

Metade dos municípios baianos vai fechar 2018 no vermelho

Pelo menos 56% das cidades baianas vão fechar as contas de 2018 no vermelho. Segundo levantamento da Confederação Nacional de Municípios (CNM), 234 prefeituras do estado admitiram que não vão conseguir pagar todas as dívidas até o final do mês e que deixarão débitos para 2019. A CNM ouviu 312 das 417 cidades da Bahia – 105 não responderam – e apontou, ainda, que mais da metade delas vai terminar o ano devendo a fornecedores. No total, 213 prefeitos confirmaram atraso no pagamento, o que equivale a 51% das cidades . Ao mesmo tempo, cerca de 75% das prefeituras baianas demitiram servidores no final do ano para tentar fechar as contas no azul, de acordo com a União dos Municípios da Bahia (UPB).

Calote em alta

No Brasil, 68,1% das cidades pesquisadas vão deixar dívidas para 2019 – percentual que equivale a 3.105 municípios. São Paulo é o estado com maior volume de prefeituras na lista, com 69,3%, seguido por Mato Grosso do Sul (64,6%). A Bahia ocupa a sétima posição.

Atraso no extra
O estudo da CNM apontou ainda que pelo menos 25 municípios da Bahia vão atrasar o pagamento do 13º salário aos servidores. O número pode ser maior, uma vez que mais de 110 prefeitos não responderam à pesquisa. Outros 174 disseram já ter pago o benefício, enquanto 108 afirmaram que vão quitar até amanhã, quando termina o prazo para o pagamento. No total, o 13º aos mais de 500 mil servidores municipais na Bahia representa um custo de R$ 1,3 bilhão para as prefeituras. Em todo o Brasil, são aproximadamente R$ 22,8 bilhões para saldar a conta nas mais de 5 mil cidades.

Valsa de despedida
O prefeito ACM Neto (DEM) planeja trocar o comando de pelo menos cinco secretarias do Palácio Thomé de Souza até o fim de janeiro. Embora mantenha sigilo sobre as pastas que entrarão na dança de cadeiras, Neto sinalizou aos

aliados a possibilidade de começar as mudanças no primeiro escalão da prefeitura de Salvador ainda este mês e deixar parte das substituições para 2019. O democrata cogita incluir uma sexta secretaria na lista e já adiantou que haverá alterações também em cargos de chefia no segundo e terceiro escalões.

Ponto final
O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), manteve a  decisão que condena o ex-prefeito de Juazeiro Isaac Carvalho (PCdoB) por improbidade administrativa. Após ter habeas corpus negado no Superior Tribunal de Justiça (STJ), o comunista tentou reverter a  inelegibilidade no Supremo, mas o recurso foi negado. Com isso, ele não poderá assumir o mandato de deputado federal.

Dupla fatura
O Tribunal de Contas da União (TCU) condenou o prefeito de Itabuna, Fernando  Gomes (sem partido), a devolver R$ 431,5 mil aos cofres públicos por irregularidades em um convênio com o Fundo Nacional de Saúde (FNS) em 2008, durante sua gestão anterior. Além disso, Gomes terá que pagar multa de R$ 100 mil ao FNS.

Pílula
Rasgação de seda – 
Em sua despedida da Assembleia, o deputado federal eleito Marcelo Nilo (PSB) ganhou elogios de pelo menos dez parlamentares de governo e oposição, inclusive de desafetos, ontem, durante discurso de adeus. Foi chamado até de presidente democrático pelos dez anos à frente da Casa. Pelo visto, as rusgas do passado ficaram para trás.

“Nós temos que escolher um menino novo, um garotão desses aí. A gente tem que pegar um menino novo, apesar da disposição do senador Otto Alencar, que é um cara forte danado. E eu não fico atrás também. O gás é grande”, João Leão, vice-governador, durante entrevista à Rádio Câmara Salvador, ao afirmar não ter mais idade para disputar o governo em 2022 e defender que o escolhido da base aliada ao Palácio de Ondina seja um novato na política.

Fonte: Correio 24h

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Petrobras aumenta preço da gasolina em 3,5%

A Petrobras comunicou ontem (27) um aumento de 3,5% no preço da gasolina em suas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *