terça-feira ,17 outubro 2017
Página Inicial / Noticias / MORRO DO CHAPÉU: Franceses virão à Bahia para implantação de cooperativa de vinhos no município

MORRO DO CHAPÉU: Franceses virão à Bahia para implantação de cooperativa de vinhos no município

Em março deste ano, foi assinado um novo acordo de cooperação técnica com a Les Riceys (Foto: Divulgação)
Em março deste ano, foi assinado um novo acordo de cooperação técnica com a Les Riceys (Foto: Divulgação)

Nesta quinta-feira (27), o chefe de gabinete da Secretaria de Desenvolvimento Rural, Jeandro Ribeiro, que integra a comitiva do governador Rui Costa na França, foi até a cidade de Bar de Seine para se encontrar com os representantes da cooperativa vinícola Les Ricey, parceira do governo e de produtores de uva para fabricação de vinhos, em Morro do Chapéu, aqui  na Chapada Diamantina.

Já está prevista a vinda de uma comitiva de produtores da região de Les Ricey à Bahia, em janeiro de 2017, para iniciar a implantação de uma cooperativa na região, nos moldes da francesa.

Em março deste ano, foi assinado um novo acordo de cooperação técnica com a Les Riceys, com validade de dois anos. O acordo tem o objetivo de apoiar o desenvolvimento de atividades vitivinícolas na região da Chapada, criando relações e trocas técnicas entre os participantes, além de identificar e arregimentar empresas interessadas em realizar investimentos na Bahia, com o suporte institucional e operacional do governo.

O Projeto de Avaliação Técnica e Econômica de Videiras Viníferas e de Culturas de Clima Temperado em Morro do Chapéu definiu a implementação de duas Unidades de Observação. Uma tem vinhedos experimentais a fim de avaliar o desempenho agronômico de videiras destinadas à produção de uvas para a elaboração de vinhos finos. A unidade foi instalada em 2011, com a escolha de dez variedades para o experimento das videiras: Pinot Noir, Cabernet Sauvignon, Petit Verdot, Tannat, Malbec, Merlot, Syrah, Sauvignon Blanc, Chardonnay e Muscat Petit Grain. O objetivo foi identificar o comportamento das variedades, as que melhor se adaptam às condições de solo e clima da região e resultam num melhor vinho.

De acordo com o experimento, as parreiras tiveram excelente desenvolvimento vegetativo, com destaque para as variedades Syrah e Sauvignon Blanc. As uvas colhidas no final de 2012 foram levadas para o Laboratório de Enologia da Embrapa Semiárido, onde foram processadas para a obtenção dos primeiros vinhos. O desempenho desse experimento tem chamado a atenção de técnicos e alguns grupos empresariais ligados à vitivinicultura. A outra Unidade de Observação é voltada às culturas de clima temperado como a macieira, pereira, pessegueiro, ameixeira, cerejeira e oliveira. (Informações da Secom/BA – Via Central Notícias)

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

IBITIARA: Profissionais da Educação fazem paralisação nesta terça-feira (17), contra decreto do Prefeito. Secretaria de Educação emite Nota de Esclarecimento

Profissionais em educação do Município de Ibitiara paralisam suas atividades nesta terça-feira (17), às 08:00 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *