quinta-feira ,19 julho 2018
Página Inicial / Economia / Palmeiras: Amigos organizam campanha em Salvador para arrecadar donativos para as famílias atingidas pelas chuvas

Palmeiras: Amigos organizam campanha em Salvador para arrecadar donativos para as famílias atingidas pelas chuvas

Para amenizar a situação, das famílias afetadas pelo temporal no município de Palmeiras, no final de semana, onde as enxurradas invadiram casas, alagaram ruas e deixaram famílias desabrigadas, um grupo de amigos na capital iniciou a campanha ‘S.O.S. Palmeiras’ a fim de angariar roupas de camas ou de banho, cobertores, travesseiros, produtos de higiene pessoal e limpeza, além de alimentos.

Em poucas horas de chuva as ruas já ficaram alagadas e a população em alerta. Os órgãos públicos estão acompanhando a situação e a prefeitura decretou situação de emergência por conta do temporal. Segundo os mais antigos, a ultimas vez que a cidade viu uma chuva causar tamanho estrago, foi nos anos 80.

“Estamos com uma campanha aqui em Salvador para arrecadar donativos para os desabrigados de Palmeiras. Quem quiser contribuir estamos com um ponto de entrega que fica em Itapuã, no Studio Gaborel Tatoo. A organização está sendo feita por mim e Carla Smith, Gaborel cedeu o estúdio para entrega dos donativos. Estamos fazendo em Salvador porque podemos conseguir mais recursos”, explica o guia do Parque Nacional, Andre Muinhos. O estúdio de Gaborel Tatoo fica na rua Aristides Milton, nº 25, loja 1, no bairro de Itapuã.

Os organizadores também disponibilizaram uma conta para depósito de dinheiro e explicaram que tudo será prestado conta e os nomes dos doadores serão divulgados juntamente com as notas fiscais dos materiais comprados. A conta para depósito é uma poupança do Banco Bradesco, número 1006398-1, agência 3021, da titular Carla Mara Santos Smith Freire. Contato para maiores informações é no whatsapp 71 9 99332186.

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

15 anos Lamparinas do Sertão

  A “lamparina” acesa em 17 de julho de 2003 resiste a todas as penúrias …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *