quinta-feira ,23 novembro 2017
Página Inicial / As Mais Lidas / Palmeiras: População vai às ruas clamar por Justiça pelo duplo assassinato de idosos

Palmeiras: População vai às ruas clamar por Justiça pelo duplo assassinato de idosos

População com cartazes/Foto: Dil/TV Local/Guia on Line

Nesta sexta-feira (07) a população de Palmeiras acordou indignada com o duplo assassinato do casal de Idosos, Sr. João e Sra. Edite, ocorrido em 07 de março deste ano. Mais de mil pessoas foram às ruas protestar contra a falta de segurança e com pedido de justiça para o casal.

A população reclama que ainda não tiverem posição sobre as investigações, não sabem quem são os suspeitos da autoria do crime, e ainda, questionam se a perícia havia ou não sido feita no local dos fatos.

Cartazes foram deixados na casa dos Idosos e Delegacia/Foto: Dil/Tv Local/Guia on Line

O Chapada News acompanhou o protesto, que percorreu toda a cidade, passou pela residência onde ocorreu os homicídios e terminou em frente à delegacia na cidade. Amigos, familiares e moradores da cidade gritavam por justiça, segurança e questionavam: “Cadê os Assassinos”, momento em que se percebia a dor e a comoção geral.

O Chapada News entrevistou amigos e familiares e conversou com o Delegado da cidade de Palmeiras, Dr. Luiz Henrique, que esclareceu que “a Polícia Civil está se esforçando ao máximo para apresentar um resultado satisfatório, o quanto antes, mas não é um processo simples”. Hoje a inteligência da Polícia Civil está envolvida no caso e as investigações estão bem avançadas, porém, não pode dar detalhes para não atrapalhar as investigações. Quando à perícia, o Delegado confirma que foi feita sim, inclusive ele mesmo esteve no local acompanhando o serviço pericial.

Acompanhe fotos e assista o vídeo do protesto!

Veja vídeo

 

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Remanso: Ex-prefeito e presidente da Câmara são presos por desvios de R$ 13 milhões

O ex-prefeito de Remanso, no norte baiano, Celso Silva e Souza, o irmão dele, ex-secretário …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *