sexta-feira ,17 novembro 2017
Página Inicial / Polícia / PF apura fraude a licitações de próteses e órteses no Tocantins; há buscas na Bahia

PF apura fraude a licitações de próteses e órteses no Tocantins; há buscas na Bahia

Foto: Nathália Henrique / G1

A Polícia Federal realiza na manhã desta terça-feira (7) a Operação Marcapasso, que investiga um esquema de corrupção de fraude a licitações no Tocantins na aquisição de órteses, próteses e materiais especiais de alto custo para o sistema de saúde. São cumpridos 12 mandados de prisão temporária, 41 de condução coercitiva contra empresários e 84 mandados de busca e apreensão nos estados do Tocantins, Bahia, Ceará, Distrito Federal, São Paulo, Goiás, Paraná, Pará, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. As ordens judiciais foram expedidos pela 4ª Vara Criminal Federal de Palmas e são cumpridas por cerca de 330 policiais federais.

De acordo com a PF, a investigação após a prisão dos sócios da empresa Cardiomed, em maio de 2016, por terem fornecido à Secretaria Estadual de Saúde do Tocantins produtos com prazos de validade de esterilização vencidos. Depois das prisões, a PF descobriu um esquema de corrupção destinado a fraudar licitações daquele estado, por meio de direcionamento. As investigações apontam que o esquema beneficiava empresas, médicos e empresários do ramo e funcionários públicos da área de saúde. Os investigados poderão responder pelos crimes de corrupção passiva e ativa, fraude à licitação, associação criminosa, entre outros. O nome da operação faz menção a um dos equipamentos que integravam os editais fraudados, o marca-passo, um dos conhecidos da área de cardiologia.(Bahia Notícias)

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Corpo de corretor desaparecido há mais de 4 meses é encontrado enterrado em Barreiras

Desaparecido há mais de quatro meses, um corretor de grãos foi encontrado morto nesta terça-feira …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *