terça-feira ,17 outubro 2017
Página Inicial / Noticias / Piatã: Vereadores de oposição se candidatam e recompõe Mesa Diretora da Câmara

Piatã: Vereadores de oposição se candidatam e recompõe Mesa Diretora da Câmara

Ronaldo Souza (Rone), Manoel Miron (Mironzinho) e Jilson Araújo passam a ocupar os cargos de Vice-Presidente, 1º Secretário e 2º Secretário, respectivamente. Foto: Reprodução/Sertão Hoje

Na sessão ordinária de hoje, dia 14, foi realizada a eleição para recomposição da Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Piatã, preenchendo os cargos de vice-presidente, 1º secretário e 2º secretário que haviam ficado vagos desde a renúncia dos seus titulares, todos da base situacionista. Na sessão de hoje, três vereadores da oposição foram eleitos para recompor a mesa diretora, sendo eles: Ronaldo Souza (Rone) – Vice-Presidente, Manoel Miron (Mironzinho) – 1º Secretário e Jilson Araújo – 2º Secretário. Eles se juntam ao Presidente Beto Bahia, que permaneceu no cargo após a debandada dos vereadores de situação. Com isto, a Mesa Diretora foi recomposta e a situação está normalizada, estando a Câmara de Piatã apta a desempenhar as suas funções legislativas. O que não se sabe ainda é qual será a repercussão política do fato, tendo em vista que o Vereador Beto Bahia foi eleito pela situação e, segundo informações, apesar de todos os fatos ocorridos, por enquanto, ainda continua na base do governo municipal.

Matéria Relacionada: Piatã: Membros da Mesa Diretora renunciam aos cargos depois que Presidente trocou contabilidade e economizou R$ 47 mil

PARA RELEMBRAR – Os Vereadores situacionistas Valmir Almeida, Pedro Paulo Macedo e Jailton da Bocaina renunciaram aos cargos de vice-presidente, 1º Secretário e 2º Secretário. Com isto, só o Presidente da Câmara Beto Bahia permaneceu no cargo. O motivo que teria levado os vereadores a renunciar aos cargos seria a mudança da empresa que presta serviço de assessoria contábil. Na época, o Presidente Beto Bahia uma das principais justificativas do presidente foi a economia de R$ 47 mil para os cofres públicos. Segundo ele, em 2016, além do contrato com a empresa, teve de celebrar mais dois contratos para complementação do serviço, que totalizaram R$ 101 mil, mas que em 2017, uma única empresa foi contratada e fará todo o serviço pelo valor de R$ 54 mil, gerando uma economia de R$ 47 mil para os cofres públicos. (Sertão Hoje)

 

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Seabra: Egressa da UNEB Seabra abrilhanta programa de TV e participa de IV Fórum de Coordenadores pedagógicos na Bahia

Depois de estrear no programa Encontro, da rede globo na última sexta-feira, 13, a coordenadora …

Um comentário

  1. BOM DIA,

    QUERER O BEM DO POVO DE PIATA ISSO QUE TEMOS QUE FAZER SEMPRE O BEM, AGORA COLOCAR VAIDADE, INTERESSE PROPRIO ISSO NUNCA SERA FAZER O BEM.
    VAMOS OLHAR PRA FRENTE.
    PARABENS PARA OS NOVOS MENBROS DA MESA LEGISLATIVA.
    SEMPRE QUERENDO O BEM DO MUNICIPIO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *