segunda-feira ,18 dezembro 2017
Página Inicial / Economia / Polêmica: Petrobras volta a aumentar o preço do gás de cozinha em 8,9%

Polêmica: Petrobras volta a aumentar o preço do gás de cozinha em 8,9%

Botijão de gás de 13 quilos, usado para consumo residencial Foto: Reprodução.

A Petrobras reajustou em 8,9%, em média, o preço do gás liquefeito de petróleo (GLP) para uso residencial, engarrafado pelas distribuidoras em botijões de até 13 quilos (kg). O reajuste do gás de cozinha entra em vigor à 0h desta terça-feira (5). O aumento se deve principalmente à alta das cotações do produto nos mercados internacionais, que acompanha a alta do Brent, (petróleo cru), que indica a origem do óleo e o mercado onde ele é negociado, segundo a Petrobras.

O percentual anunciado de reajuste leva em contra preços praticados sem incidência de tributos. Se for integralmente repassado ao consumidor, a Petrobras estima que o preço do botijão de gás de cozinha de 13 kg deve subir, em média, 4%, ou cerca de R$ 2,53 por botijão, isso se forem mantidas as margens de distribuição e de revenda e as alíquotas de tributos.

Em nota, o Sindicato das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás) afirma que o reajuste anunciado pela Petrobras ainda deixa o preço dos botijões de cozinha de 13kg cerca de 1,3% abaixo do preço de paridade internacional. Da Agência Brasil.

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Palmeiras: Prefeito Da Antiga Gestão Deve Devolver Mais de R$1.450.000,00 aos Cofres Públicos, diz TCM

No início do mês de dezembro, o Tribunal de Contas dos Municípios do Estado da …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *