quarta-feira ,18 outubro 2017
Página Inicial / Política / Por receio de dobradinha Maia e ACM Neto, Rui agora torce para que Temer fique no Planalto

Por receio de dobradinha Maia e ACM Neto, Rui agora torce para que Temer fique no Planalto

Foto: Marcos Corrêa/ Presidência da República

O governador Rui Costa (PT) admitiu, nesta terça-feira (1º), que tem lado sobre a situação do governo federal: torce para que o presidente da República, Michel Temer (PMDB), chegue ao final do mandato em 2018. Porém engana-se quem acha que o posicionamento do governador baiano seja pragmático como o do PT nacional, que prefere um Temer sangrando até 2018 a um adversário desconhecido para enfrentar, possivelmente, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nas urnas.

O pragmatismo de Rui é muito mais local. O petista tem receio da ascensão do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ao Palácio do Planalto caso o Supremo Tribunal Federal aceite a denúncia contra Temer – nesta quarta (2), os deputados votam se autorizam ou não que o presidente seja investigado pela Corte. Com Maia na presidência da República, o principal adversário de Rui, o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), ganha musculatura ainda maior para enfrenta-lo em outubro do próximo ano.

Nos bastidores, o DEM admite que, apesar de manter posição fiel a Temer, seria um dos principais beneficiários com a queda do peemedebista. O movimento de Rui em favor de Temer foi simbólico: remeteu dois deputados que estavam no primeiro escalão estadual, Josias Gomes (PT) e Fernando Torres (PSD), para votar no processo de denúncia contra o presidente. A expectativa, de acordo com deputados que circularam nesta terça em Brasília, é que ambos registrem presença – essencial para que Temer garanta o quórum de votação – e se abstenham de votar. Coube a Josias se tornar porta-voz indireto da estratégia do governador: atacar a possibilidade de Rodrigo Maia se tornar presidente da República por meio da defesa da realização de eleições diretas. O discurso das eleições diretas vindo de Rui e de auxiliares não é novo.

A novidade é o questionamento de Maia como potencial ocupante do Palácio do Planalto, que colocaria em risco a tentativa de reeleição do governador da Bahia em 2018. A dobradinha Maia e ACM Neto cria uma sombra grande demais para que Rui possa controlar o futuro tanto quanto gostaria. Nesse caso, é mais esperto da parte dele simular ser contra o “golpista” Temer, auxiliá-lo indiretamente e, sob a desculpa de conseguir destravar recursos para a Bahia, supostamente retidos por influência do grupo político de ACM Neto, capitalizar-se como vítima. Este trecho integra o comentário desta quarta-feira (2) para a RBN Digital, veiculado às 7h e com reedição às 12h30, e para as rádios Irecê Líder FM e Clube FM.(Bahia Notícias)

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Deputados federais baianos gastaram R$ 11,9 milhões em cotas este ano

Os deputados federais baianos gastaram, entre janeiro e setembro, R$ 11,9 milhões com cota parlamentar, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *