domingo ,16 dezembro 2018
Página Inicial / Educação / Possível encerramento do Instituto Ponte Nova repercute em toda Bahia

Possível encerramento do Instituto Ponte Nova repercute em toda Bahia

O ofício encaminhado na última segunda feira, pela Secretaria de Educação à direção do Instituto Ponte Nova, vem causando uma grande repercussão na imprensa de toda Bahia.
Após a diretora Ana Célia Santana Bispo procurar a câmara de vereadores de Wagner e expor a possível intervenção da SEC afim de encerrar as atividades da instituição de ensino, várias pessoas fizeram uma corrente nas redes sociais, arrecadando até o momento, mais de mil e quinhentas assinaturas para um abaixo assinado o que pede a reversão da decisão da secretária.
A notícia circulou por toda Bahia através de sites e blogs, chegando a grandes sites de notícias da Bahia, como o Bocão News e Jornal Grande Bahia.
Os veículos questionam os cortes nos investimentos da educação e a regressão dos números do IDEB em toda Bahia, enquanto o órgão se defende, justificando que se trata de uma restruturação da rede estadual de educação para o ano de 2019, onde vários colégios estaduais serão desativados.
O colégio Instituto Ponte Nova é uma instituição com 112 anos na educação, onde formou vários profissionais por todo Brasil e fora deste, porém no último ano não alcançou a meta projetada para o IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) no ano de 2017.
As críticas disparadas pela opinião pública se baseiam no sentido em que ao invés de encerramento das unidades de ensino, devia haver mais investimentos.

Segundo a Diretora Ana Célia Santana Bispo “ a escola é a unica instituição que oferece ensino médio regular (Formação Geral) no município,  a instituição tem preparado alunos para as universidades e faculdades sendo que os ressaltados estão ai na patica inclusive com o Enem, a instituição ofereça ainda a modalidade de educação de Jovens e Adultos tempo Formativo III, o que alicerça a luta de todos pela não desativação da escola e sim pela melhoria da estrutura física e pedagógica, com convocação de um coordenador pedagógico  e implementação de um curso profissionalizante em área a ser discutida com a comunidade ou até mesmo a inserção do Projeto de Escola Cultural (atividades culturais no turno oposto), como sugerido pelo então Secretario Sr Water Pinheiro em visita a unidade do ano 2017.”

Aconteceu hoje (10/11/2018) na Feira livre um movimento em prol ao não fechamento da unidade, organizado pela FANMAW – Fanfarra Marcial de Wagner mantida pelo Instituto ponte nova  e Colegiado Escolar, com apoio de pais, alunos funcionários e comunidade em geral, onde recolheu assinaturas de um abaixo assinado

 

Fonte: Wagner em Foco

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Rui erra ao não dialogar com servidores e pode antecipar fim de lua-de-mel na Bahia

A invasão da Assembleia Legislativa da Bahia por servidores públicos estaduais comprova que faltou combinar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *