domingo ,21 outubro 2018
Página Inicial / Política / Presidente da Fecomércio-RJ é preso no Rio em desdobramento da Lava Jato

Presidente da Fecomércio-RJ é preso no Rio em desdobramento da Lava Jato

Foto: Divulgação / Fecomércio

O presidente da Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ), Orlando Diniz, foi preso na manhã desta sexta-feira (23) durante uma operação deflagrada pela Polícia Federal com a participação do Ministério Público Federal. A ação integra a operação Calicute, desdobramento da Lava Jato. Ainda há outros três mandados de prisão. Diniz também é presidente do Sesc-Rio, mas foi afastado do cargo em dezembro por determinação do Superior Tribal de Justiça, por suspeita de irregularidades em sua gestão.

A investigação verifica indícios de que Diniz usou o esquema de lavagem montado pela organização criminosa do ex-governador do Rio, Sérgio Cabral, para operacionalizar recursos ilícitos. O MPF também apurou que a organização criminosa mantinha sete funcionários fantasmas no “Sistema S”, que eram pessoas e familiares ligados a membros da quadrilha. A Fecomércio também era uma das contratantes do escritório de advocacia de Adriana Ancelmo, esposa de Sérgio Cabral, e há suspeita de que Cabral atuava para ajudar a entidade.

De acordo com a apuração, há suspeita de que Orlando usava sua influência para atrapalhar a gestão do atual interventor mesmo afastado do ‘Sistema S’. Os principais alvos da operação desta sexta-feira (23) estão relacionados à federação. São investigados dos crimes de lavagem de dinheiro, de corrupção e pertencimento a organização criminosa.(BN)

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Câmara Federal fica sem ‘clã Vieira Lima’ pela primeira vez em 43 anos, diz jornal

Pela primeira vez o a família Vieira Lima fica longe do poder, desde 1975, quando …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *