domingo ,8 dezembro 2019
Página Inicial / Política / Rui Costa minimiza tom do discurso de Lula e nega mal-estar com ex-presidente

Rui Costa minimiza tom do discurso de Lula e nega mal-estar com ex-presidente

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), minimizou, nesta quinta-feira (14), o duro discurso que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) fez após deixar a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba (reveja aqui). O baiano também negou qualquer mal-estar com o ex-chefe do Palácio do Planalto.

“Eu acho que foi um discurso dentro do contexto da saída de quem passou mais de 580 dias preso injustamente, com o passar dos dias, o presidente, como sempre fez, por natureza, […] vai conciliar. Acho que ele vai procurar conciliar o Brasil consigo mesmo”, declarou Rui, antes de uma reunião da Executiva nacional do PT, com a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Após deixar a prisão, Lula criticou o governo Bolsonaro (PSL) e chegou a chamar o ministro da Justiça, Sérgio Moro, de “canalha”. Ainda entrevista à imprensa, Rui negou que tenha mal-estar com Lula após as declarações polêmicas à revista Veja.

“Eu nunca tive arestas com o presidente Lula”, pontuou. “É normal [embates dentro do PT]. É normal para o mundo petista. O PT sempre se caracterizou por debates duros, às vezes.  […] O PT nunca terá a paz de cemitérios”, acrescentou. 

ELEIÇÃO 2020
O governador afirmou que a eleição de 2020 deve começar a ser discutida “a partir de janeiro”. O Bahia Notícias mostrou que Rui pretende deixar os aliados em “banho-maria” sobre o tema (relembre aqui). “Ano que vem, a partir de janeiro, [a gente discute] as eleições municipais. Tem muita água para passar debaixo da ponte”, pontuou. 

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Seabra: Câmara de Seabra debate projeto que proíbe nomear pessoas condenadas por violência contra a mulher

O presidente da Câmara de Vereadores de Seabra, município da Chapada Diamantina, Marcos Pires Ferreira …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *