quinta-feira ,21 fevereiro 2019
Página Inicial / Economia / SEABRA: A praça dos Correios precisa de reparos

SEABRA: A praça dos Correios precisa de reparos

Foto:Reprodução/Luana Barros

Sessão dessa terça teve início às 20h18, trazendo demandas diversas. Conforme decidido pelo plenário, é dispensável a leitura da ata da sessão anterior. O vereador Jorge Luís se ausentou por motivos profissionais, trabalhos fora do município.

O Presidente da Câmara Marcos Pires saudou a presença dos estudantes do Instituto Federal da Bahia – IFBA, dos estudantes de jornalismo da Universidade do Estado da Bahia – UNEB e demais presentes.

O vereador Nikson realizou solicitação direcionada a Prefeitura da revitalização da Praça Ubirajara Senna, conhecida como Praça dos Correios. A solicitação cita as reformas dos banheiros populares, a estrutura dos quiosques com arquitetura mais acessível e moderna, e finalizando, pediu um olhar especial ao verde inexistente. Nikson solicita que seja implantado grama e árvores para deixar a praça, um ambiente mais agradável para receber famílias e jovens. “Aparenta abandono, do jeito que se encontra a Praça está servindo apenas para circulação. Porque não a atrativas para a população. Área verde sem grama, banheiros e quiosques precisando de reparos”, cita o vereador na sua solicitação.

Foi discutida a possibilidade de realização de seminários antidrogas nas escolas da rede pública, trazendo estudos que tratam sobre o mundo das drogas e seus males. Marcos Pires aproveitou pra citar que seria interessante a inclusão de seminário que tratem sobre a educação no trânsito para os jovens, tanto que estão alcançando a maioridade, quanto para os mais novos que são pedestres e querem compreender seus direitos como cidadão. E também conhecer o que acontece quando se é tratado do tema de Violência contra a Mulher, temas esses essenciais na vida dos jovens seabrenses.

Diante do projeto de Leis e a inclusão da pauta do ano letivo, o presidente informou que o prefeito Fábio Miranda esteve vetando certas demandas, pois quando tratados de Leis é necessário um cuidado maior e um período ideal para serem analisadas. Pela existência do veto, a votação teve que ser secreta em uma urna, sendo informado no fim o resultado.

Em relação ao veto do prefeito, foram contabilizados 6 (seis) votos a Favor, 4 (quatro) votos Contra e 2 (dois) votos em Branco. “Dessa forma, como são 6 votos a favor do veto, então prevalece a escolha o prefeito Fábio Mirando. O projeto de Lei foi rejeitado!”, finalizou Marcos Pires.

Estiveram presente na sessão, representantes do povoado do Campestre em resposta a denúncia da semana anterior realizada pelo senhor Valmir sobre a água que a Central de Associações fornece a comunidade.

O representante solicitou que a denúncia não fosse levada a diante, pois a Central de Associações nunca forneceu água prejudicial para a população e que a mais de 8 (oito) anos, está abastecendo o povoado do Campestre e a água é tão boa que se quiser beber, pode consumir sem medo. O representante também informou que o Sr. Valmir já havia realizado uma denúncia na justiça para tentar prejudicar toda a comunidade.

Por fim, foi solicitado um ofício destinado a prefeitura para esclarecimento da paralisação das obras da estrada que liga a sede ao Instituto Federal da Bahia – IFBA.

Por: Luana Barros

 

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Gráfica ligada ao DC recebeu R$ 350 mil de candidatas com votação irrisória na BA

Uma gráfica ligada ao DC recebeu mais de R$ 350 mil em verba pública para …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *