terça-feira ,11 dezembro 2018
Página Inicial / Noticias / SEABRA: Jovem vai ao Resumo da Manhã para esclarecer a história do Aborto e a UPA

SEABRA: Jovem vai ao Resumo da Manhã para esclarecer a história do Aborto e a UPA

UPA Seabra/Foto: Reprodução/Google Earth

Na última quarta (2), Nerisvaldo Sobrinho recebeu no Resumo da Manhã a jovem Taleia, protagonista da publicação nas redes sociais sobre o caso da jovem que sofreu um aborto espontâneo e acusou a UPA – Unidade de Pronto Atendimento de negar atende-la na noite de sexta (20/04).

Na publicação a jovem dizia “Na noite de sexta feira (20), sentindo muita dor e com sangramento intenso, me dirigi à Unidade de Pronto Atendimento – UPA que fica no município de Seabra. Meu esposo foi fazer minha ficha e ao ser questionado sobre nosso endereço, ele prontamente respondeu a verdade, povoado Santa Rita de Iraquara. O recepcionista da unidade disse que eu não poderia ser atendida, porque a UPA só atende pacientes moradores do município de Seabra. Mesmo chorando e gritando de dor, disse a ele que iria sim, ser atendida, e que fizesse o favor de chamar o diretor ou o coordenador da unidade. Ele entrou, demorando cerca de 5 minutos, voltou dizendo que era isso mesmo, que não ia atender, que naquele momento não tinha nenhum gestor da unidade ali e que a enfermeira de plantão disse que não era pra atender”.

Taleia esteve presente no Resumo da Manhã esclarecendo o que está relatado no texto publicado em Redes Sociais. Questionada por Nerisvaldo, Taleia afirma que o que ocorreu foi legitimo e que ela não sabia que estava grávida. Diz que confundiu o sangue que já estava vindo a uma semana, com a menstruação que vinha todo mês na mesma época, entretanto o fluxo estava em excesso. Diz também que após o nascimento de sua filha há 1 ano e 4 meses, a menstruação aumentou e por isso não se assustou de início.

A jovem diz que fez a triagem no Hospital Regional e que a enfermeira constatou que os sintomas que estava tendo era de um aborto. Taleia fala que informou a enfermeira que não tinha conhecimento sobre a gravidez. Então a enfermeira em questão lhe pediu que fosse para a UPA porque lá tinha o medicamente adequado para segurar o bebê caso a gravidez fosse confirmada, entretanto Taleia já havia estado na Unidade e tinha sido negado o atendimento.

O Secretário Leandro Athayde entrou em contato para responder o que a jovem Taleia trouxe como tema. Leandro concordou com a jovem em sua fala quando diz que o sistema de Saúde é para todos, seja de urgência, emergência ou atendimento geral.

Diz também que o caso está sendo averiguado e se houver realmente algum erro, todos os envolvidos serão punidos e será prestado esclarecimento. Leandro pede perdão para Taleia ao mal entendido e ao ocorrido, informando que o caso seja esclarecido. Finaliza agradecendo sua presença no Resumo da Manhã.

 

Por: Luana Barros

Ouça o áudio da entrevista: 

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Seabra, Lençóis, Piatã e mais 146 cidades recebem alerta máximo de temporal até as 18h de hoje

O Instituto de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Estado da Bahia (Inema) informou que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *