quarta-feira ,23 agosto 2017
Página Inicial / Educação / SEABRA: Presidente da Câmara Municipal faz denúncia contra primeira dama. Prefeito responde: “havendo irregularidade, pagamento será cortado e valores devolvidos”. VEJA VÍDEOS

SEABRA: Presidente da Câmara Municipal faz denúncia contra primeira dama. Prefeito responde: “havendo irregularidade, pagamento será cortado e valores devolvidos”. VEJA VÍDEOS

Marcos Pires denuncia primeira-dama. Fabio Miranda responde: “se houver irregularidade vai ser cortado e devolvido os valores”/Foto: Reprodução Youtube

Na sessão que reabriu os trabalhos na Câmara Municipal de Seabra, na Chapada Diamantina, além da polêmica em torno do veto integral da prefeitura municipal ao projeto da vereadora Lília Carneiro, outro fato está causando repercussão aos munícipes.

Denúncia do Presidente da Câmara
Conforme trouxe o site Chapada em Debate, trata-se da denúncia feita pelo presidente da Câmara, o Sr. Marcos Pires (PDT), em que afirma que a primeira dama do município, a senhora Maria dos Santos Oliveira, portanto esposa do prefeito do município Sr. Fábio Miranda (REDE), a qual é professora efetiva da rede municipal de ensino, porém têm recebido salários de mais de 4.000,00 (quarto mil reais), graças aos adendos (gratificações),  que são direitos dos profissionais da educação que estão em sala de aula.

Segundo o Sr. Marcos Pires,  o agravante é que, ele teria informações que a primeira dama do município,  não estaria exercendo a função de professora, ou seja, não estaria lecionando,  portanto não poderia estar recebendo tais gratificações. O presidente Marcos Pires vai mais longe e afirma que, em contrapartida, os professores auxiliares, que exercem a função de professores já não recebem o que lhe é devido,  muito menos as tais gratificações incorporadas ao salário, causando assim uma distorção nos pagamentos de quem exerce a função e consequentemente uma injustiça.

O presidente da câmara municipal, Sr. Marcos Pires conclui afirmando que estaria no dia seguinte (02/08) com o promotor de justiça do município e que caso fosse verdade, que a primeira dama, Sra. Maria dos Santos Oliveira não estivesse exercendo a função de professora em sala de aula, os valores recebido deveriam ser “ressarcido na íntegra todo valor recebido aos cofres público”.

Resposta do Prefeito
Em contrapartida o Prefeito de Seabra, Fábio Miranda, emitiu sua resposta à Rádio Nova FM (99,7), e em vídeo abaixo. Fábio Miranda diz que o fato denunciado por  Marcos Pires (PDT), onde  o mesmo abriu o contracheque da sua esposa Maria dos Santos Oliveira e começou a citar as suas gratificações, que segundo Marcos, são valores que estão sendo recebidos de forma indevida, ilegal, o Prefeito esclarece que tal fato foi encaminhado ao Setor Jurídico do Município e está sendo analisado. O Prefeito afirma ainda que, caso seja comprovado, que de fato esteja havendo alguma ilegalidade nesse pagamento, ele será cortado imediatamente, e os valores pagos de forma indevida serão ressarcidos aos cofres públicos.

Portanto, o Prefeito expõe que sua preocupação não seria nem o fato de Maria, pois ela não é a única realocada dentro do Município, existem outros funcionários realocados também. E havendo comprovação de ilegalidade nos pagamentos de sua esposa, serão avaliados os outros casos também,  que possivelmente, estão na mesma situação. E não são somente casos dessa gestão, mas casos das gestões anteriores. O Prefeito ainda frisa que, é preciso convir que uma vez feita uma denúncia , uma acusação, o Poder Público tem por obrigação investigar e punir todos os casos pertencentes ao mesmo grupo, todos os casos ligados à mesma irregularidade.

Fábio Miranda ainda esclarece que pautado na ética, na moral, no respeito e na honestidade que sempre prega, de forma alguma ele  poderia permitir um fato de ilegalidade acontecendo dentro de sua própria casa. Chapada News 

Confira abaixo os vídeos:
1 – Presidente da Câmara de Vereadores Marcos Pires denuncia a Primeira Dama
2 – Prefeito Fábio Miranda responde à denúncia feita à Primeira Dama

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Professora denuncia agressão de aluno de 15 anos: ‘Não tive possibilidade de defesa’

Professora de uma escola de Indaial, região do Vale do Itajaí em Santa Catarina, Marcia …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *