Página Inicial / Noticias / SEABRA: Sessão interrompida por desentendimento entre vereadores

SEABRA: Sessão interrompida por desentendimento entre vereadores

Foto: Luana Barros
Na noite desta terça (03), a sessão na Câmara de Vereadores foi encerrada prematuramente após um breve desentendimento entre o presidente da Câmara Marcos Pires e o vereador Lauro Roberto.
A sessão que teve início as 20h23, foram apresentadas demais demandas da população e suas comunidades, apresentando pedidos e soluções, conforme afirma o vereador Lauro Roberto em relação às demandas da comunidade do Baixão Velho, “Dentro da urgência necessária da indicação, foi procurada uma forma de solucionar o problema. Chegou há ficar um dia sem o ônibus escolar vir para a sede, porque a estrada do Baixão Velho estava intransitável. Então as obras já foram iniciadas para solucionar o problema”, afirma.
Houve a apresentação de um informativo do Prefeito Fábio Miranda relacionado às contas da prefeitura que estão no site do Tribunal Superior Eleitoral – TSE (htts://tse.gov.br) a disponibilidade das consultas públicas referentes a prestação de contas da prefeitura de Seabra.
Dando continuidade, o presidente Marcos informou que o vereador Jorge Luís, referente ao requerimento apresentado por ele e seus companheiros de partido REDE, retirou o pedido feito na sessão anterior. Intrigado por só o vereador Jorge ter solicitado a retirado, o presidente pediu que os demais colegas de partido REDE se manifestassem em relação ao apoio ou não da retirada do requerimento.
Enquanto direcionava a pergunta ao vereador Alípio Neto, o vereador Lauro Roberto solicitou um momento de fala na qual foi imediatamente negada pelo presidente, que ordenou o desligamento imediato do microfone do vereador Lauro.
Lauro Roberto, por sua vez, trouxe em sua fala o Regimento Interno que o dá direito de questionar algo que está sendo dito em sessão. Em resposta, o Presidente da Câmara Marcos Pires diz, “Vou encerrar a sessão vereador Lauro, o seu comportamento não parece nada com o bom comportamento de um professor. Há todo momento, o senhor vem interromper as atividades. Lê tanto esse Regimento Interno, essa Lei Orgânica que parece que não ter formação para interpretar um texto. O senhor só pode falar quando autorizado pela presidência. Declaro sessão encerrada”.
Por seu microfone estar desligado, não foi registrado o que o vereador Lauro estava a dizer em resposta.
Texto: Luana Barros

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Lula não suportará a solidão da prisão para ex-presos da Lava Jato

Alguns ex-presos da Operação Lava Jato acreditam que em pouco tempo o ex-presidente Luiz Inácio …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *