segunda-feira ,30 novembro 2020
Página Inicial / Educação / A II FLICH DIVULGA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA DO EVENTO

A II FLICH DIVULGA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA DO EVENTO

A Festa Literária Internacional da Chapada Diamantina acontece nos dias 29, 30 e 31 de outubro com programação variada; as inscrições já estão abertas

Dentre os convidados importantes, destacam-se nomes como Miriam Alves, Antônio Torres, Carlos Barbosa, Antônio Carlos Secchin, Itamar Vieira Júnior, Natália Polesso e Paloma Franca Amorim

As mulheres negras têm destaque na programação, em várias vertentes da literatura, com nomes como Eliana Alves, Tatiana Nascimento, Lívia Natália, Meire Cazumbá e Marie Bordas

Outro destaque é ao painel sobre a literatura moçambicana com a presença de autores do país africano tais como Carlos Osvaldo, Eliana Nzualo, Lica Sebastião, Lucílio Manjate e Eliana N’zualo

Haverá ainda muitos debates que terão presença de representantes e lideranças indígenas, como Ailton Krenak, João Paulo Tukano, o cacique Juvenal Payayá, Joana Mongelo e Sandra Benites

Na última sexta-feira, a TV Uneb Seabra levou ao ar a live de pré-lançamento da Festa Literária Internacional da Chapada Diamantina. Esta será a segunda edição do evento que, por conta da pandemia e do isolamento social, será realizado totalmente de modo virtual. As conversas e debates acontecem no canal da TV Uneb Seabra, no Youtube, além de atividades em outras plataformas.

Assista aqui à live de pré-lançamento no canal da TV Uneb Seabra aqui: https://bit.ly/2T6IFYj. A programação completa segue em anexo.

A programação da II Flich está recheada de atividades e debates que reúnem grandes nomes das Letras, pensadores e artistas de outras artes – o que reforça a transdisciplinaridade do evento –, bem como de escritores e escritoras que irão partilhar sua experiência de produção e fazer artístico.

As Prosas Virtuais dividem-se em seis eixos-temáticos centrais: Literatura e História / Literatura e Identidades / Literatura Contemporânea / Literatura, Comunicação e Educação / Literatura e Outros Saberes / Literatura e Outras Artes.

Prosas virtuais e debates

Há uma significativa presença de escritoras na programação da Flich, distribuídas nas muitas mesas e eixos-temáticos, desde a discussão sobre a literatura de mulheres negras (com as presenças de Miriam Alves, Eliana Alves, Tatiana Nascimento, Lívia Natália), a lesbianidade na literatura (Natália Polessa, Cidinha da Silva, Paloma Franca, Nívia Vasconcelos), ambas vertentes que se cruzam no cenário múltiplo da literatura contemporânea (ainda com as contribuições de Kátia Borges e Rita Queiroz).

A Flich enxerga a necessidade de estreitar relações com escritores de Moçambique, tendo em vista os laços históricos entre o Brasil e o continente africano, bem como o interesse crescente pela produção de autores dos países da África de língua oficial portuguesa. Por isso, o evento acolhe um painel com representantes da jovem e atual safra da produção literária moçambicana. Participam dessa conversa os escritores Carlos Osvaldo, Eliana N’zualo, Lucílio Manjate, Lica Sebastião e Adelino Timóteo.

O evento conta também com uma programação dedicada às crianças e jovens, bem como aos estudiosos e produtores de literatura infanto-juvenil, apelidada de Flichinha. Dentre os muitos temas, serão discutidos a representação negra nesse tipo de literatura (com as presenças de Júlio Emílio Braz, Meire Cazumbá e Marie Bordas), as vozes baianas que se destacam nessa seara (com Ricardo Ishmael, Iray Galrão e Ioia Brandão) e também a literatura infanto-juvenil com foco nos temas indígenas (participam dessa mesa Terezinha Barreto, Olivio Jekupe e Marina Miranda).

Os representantes e nomes indígenas, aliás, compõem a programação da Flich em muitas frentes e não só na Flichinha. Eles irão discutir a escrita e o pensamento ameríndio (com as presenças de Ailton Krenak, João Paulo Tukano e Sandra Benites), e ainda a literatura contemporânea de autoria indígena (que recebe Ytanajé Coelho Cardoso, Ademario Ribeiro e o cacique Juvenal Payayá).

A relação da literatura com o cinema é também o tema de uma das discussões, que vai questionar o lugar do roteiro cinematográfico como uma peça de literatura. Participam dessa discussão os cineastas e roteiristas Henrique Dantas, Andrea Guanais e Carollini Assis.

Em cada um dos dias da programação, haverá uma mesa que abordará a vida e obra dos homenageados dessa edição da Flich: Clarice Lispector, João Cabral de Melo Neto e Anísio Teixeira. Essas Prosas contam com a participação de especialistas, literatos e educadores.

Demais atividades

A Flich irá discutir o papel das políticas públicas e do circuito editorial contemporâneo no Brasil, com representantes de editoras parceiras. Serão lançados também livros, além da promoção de atividades culturais como o Sarau da Flich, apresentações de teatro, circo, cinema e música.

Serão ofertadas também, como atividades paralelas, algumas oficinas. São elas: “Experiências criativas para aulas de Literatura”, ministrada por Naiara Chaves; “A crônica nossa de cada dia”, com Amanda Gomes; “Livros: quem pode fazê-los?”, com Lívia Magalhães; e “As Madonas obscenas: escritas do corpo feminino”, ministrada por Vivian Leme Furlan.

Aos participantes interessados na certificação do evento, as inscrições para as mesas e também para os minicursos e oficinas já podem ser efetuadas a partir desse link: https://bit.ly/2IQW4lc.

Para mais informações, acompanhem as nossas redes sociais:

Facebook: facebook.com/iiflich
Instagram: @iiflich

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Seabra-BA: Em menos de 24h, segunda mulher é presa pela PRF na Bahia por tráfico de drogas

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu na última quinta-feira (26), uma mulher de 22 anos …