quinta-feira ,30 junho 2022
Página Inicial / Entretenimento / Após 34 anos de casa, Marcos Uchôa atribui demissões na Globo ao governo Bolsonaro

Após 34 anos de casa, Marcos Uchôa atribui demissões na Globo ao governo Bolsonaro

O jornalista Marcos Uchôa, que pediu em demissão em novembro de 2021 da Globo, disse, durante entrevista ao podcast Inteligência Ltda, que a responsabilidade pelas demissões em massa na emissora é do presidente Jair Bolsonaro. O profissional esteve na Globo por pelo menos 34 anos.

O comunicador ressaltou que Bolsonaro impôs um sistema de contratação prejudicial ao canal, o que culminou no corte dos grandes salários nos últimos anos.

“Eu não tinha mais contrato. Foi uma das coisas que o Bolsonaro fez… Antes, pessoas que tinham um salário melhor na Globo ganhavam como pessoa jurídica. No primeiro ano de governo, ele já foi em cima em termos trabalhistas, dizendo que isso não podia ser assim, e todo mundo passou a voltar a ser funcionário. Até o Galvão, até o Faustão”, afirmou Marcos Uchôa ao podcast Inteligência Ltda.

Contudo, de acordo com Uchôa, não há mágoas com a emissora. Ele ainda disse que a Globo passa também por uma crise financeira. “A Globo está sofrendo, como muitos meios de comunicação, com a saída do dinheiro das mídias tradicionais e e a entrada do dinheiro na internet. Por exemplo, o teu programa é um adversário, um concorrente que anos atrás não existia.”

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

CHAPADA: Filme “Guardiões do Nascimento”, um curta-poético-ritual traz a gestação e seus partos na Chapada Diamantina

Uma produção artística audiovisual com a temática sobre gestação, parto humanizado e parteiras tradicionais de …