Página Inicial / Saúde / Bahia: Após secretaria admitir erro de hospital que entregou rim de jovem à família, diretor da unidade é exonerado

Bahia: Após secretaria admitir erro de hospital que entregou rim de jovem à família, diretor da unidade é exonerado

Um dia depois de admitir que houve erro do Hospital Menandro de Faria (HGMF), em Lauro de Freitas, Região Metropolitana de Salvador, ao entregar o rim de um paciente dentro de um saco plástico, a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) exonerou, nesta quarta-feira (27), o diretor geral da unidade.

A saída de Ramon Nelson Bezerra de Lima Souza foi publicada no Diário Oficial do Estado desta quarta. O diretor Vicente Miranda Borges vai acumular o cargo de diretor geral e será responsável pelo unidade, ao menos provisoriamente.

Questionada se a exoneração ocorreu por conta do caso do rim entregue em um saco para familiares de um paciente, a Secretaria de Saúde do estado informou que “a mudança na diretoria do Hospital Menandro de Faria foi uma decisão a fim de aperfeiçoar a assistência na unidade”.

A situação aconteceu após o órgão de Jeferson Oliveira Bispo, de 21 anos ter sido entregue à família para que eles providenciassem a biópsia do rim. No entanto, não foi informado a família o motivo do procedimento, nem se o rim do paciente havia sido atingido por algum projétil de arma de fogo, já que o jovem que foi baleado na última sexta-feira (22).

Após admitir o erro, a Sesab informou que ainda apura o caso, e diz que a situação pode ter acontecido por causa de uma “falha no fluxo do atendimento”. O paciente segue internado na unidade, e o estado de saúde dele é estável.

Entenda o caso

Jeferson Oliveira Bispo é motoboy e trabalha com entrega de alimentos por meio de aplicativo. Ele foi baleado após ser abordado por homens armados quando passava por uma das ruas do bairro de Itinga.

Moradores socorreram o jovem para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Um adolescente foi aprendido, no mesmo dia do crime, suspeito de envolvimento na tentativa de homicídio contra Jeferson.

Por causa da gravidade do ferimento, Jeferson foi transferido para o hospital Menandro de Faria. Na unidade, os médicos não encontraram o projétil que atingiu o jovem, mas fizeram uma cirurgia para conter o sangramento.

A namorada de Jeferson, Andreza Silva, o acompanhava nos atendimentos. Ela contou que foi chamada pela equipe médica da unidade, e foi informada de que precisaria pegar “uma peça do namorado”.

Ao chegar à área do hospital em que o material seria retirado, ela percebeu que estava segurando o rim de Jeferson e ficou assustada. Segundo Andreza, o órgão foi entregue junto com uma solicitação de exame de anatomia patológica, e a indicação de clínicas onde o procedimento poderia ser feito.

CN com informações do G1.

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Região: Mulher dada como morta abre os olhos durante velório em Ruy Barbosa.

Nesta terça-feira (09), faleceu a Sra. Iraci, moradora do Distrito Paraiso, povoado pertencente ao município …