terça-feira ,7 fevereiro 2023
Página Inicial / Polícia / Bahia: Bebê de 1 ano é morte com tiro na cabeça, após homens armados invadirem sua casa e atirarem em mais dois homens, em Jaguaquara

Bahia: Bebê de 1 ano é morte com tiro na cabeça, após homens armados invadirem sua casa e atirarem em mais dois homens, em Jaguaquara

Foto: Divulgação

A ocorrência de um crime violento chocou a população e tirou a vida de uma criança de apenas 01 ano, no final da noite de quarta-feira (07), no Loteamento Jabotá, bairro Casca, em Jaguaquara-BA.

Era por volta da meia-noite quando indivíduos armados invadiram uma casa na área onde são instaladas unidades habitacionais do Programa Minha Casa, Minha Vida, e deflagraram diversos tiros que alvejaram W.F.S, de 20 anos, o seu filho, Gabriel Levi Agostinone da Silva, que teria completado 01 ano no dia do crime e um amigo da família, D.F.F, morador no bairro São Jorge.

Familiares contaram à polícia que o alvo dos atiradores era D.F.F, este que já possuía passagem pela polícia, que teria sido vítima de disparo de arma de fogo há cerca de um mês e que estaria no sofá da sala, quando os autores arrombaram a porta, tendo o mesmo buscado se proteger, indo em direção ao quarto onde estavam pai e filho, que acabam baleados.

De acordo com informações preliminares da PM, a criança foi atingida na cabeça. Após o atentado, as vítimas foram socorridas em um caminhão ao Hospital Municipal de Jaguaquara – HMJ, com a criança dando entrada sem sinais vitais e os outros envolvidos com vida, o pai de Gabriel em estado grave e o amigo atingido na virilha.

Informados sobre o fato, policiais militares da 3ª Cia foram ao local minutos depois, fizeram buscas na área, mas não encontraram os autores nem vestígios que contribuam para indicar o local da fuga.

Uma Unidades de Suporte Avançado (USA) do SAMU de Jequié foi acionada pelo Hospital para a transferência das vítimas, que foi concluída sob escolta policial em direção ao Hospital Prado Valadares e com apoio do SAMU de Jaguaquara por volta das 02h50 desta quinta-feira.

A avô paterna do bebê, além da mãe do menino, que segundo apurou a PM não estaria convivendo com o filho estiveram no Hospital aos prantos. A busca pelos suspeitos continua e até a publicação desta reportagem, ninguém havia sido preso. O caso será apurado pela Delegacia Territorial local. (Boquira em Ação).

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Barreiras: PRF flagra excesso de poluição em veículo de carga na BR-242

Na manhã desse sábado (04), uma equipe da PRF flagrou um caminhão circulando na rodovia com …