terça-feira ,5 dezembro 2023
Página Inicial / Bahia / Bahia: Justiça recebe denúncia contra cinco envolvidos no assassinato de Mãe Bernadete.

Bahia: Justiça recebe denúncia contra cinco envolvidos no assassinato de Mãe Bernadete.

A Justiça baiana recebeu, na tarde desta quinta-feira (16), a denúncia encaminhada pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) contra cinco envolvidos no assassinato da ialorixá e líder quilombola, Maria Bernadete Pacífico Moreira, a Mãe Bernadete.

Segundo o promotor Luiz Neto, coordenador do Gaeco, o MP-BA denunciou por homicídio qualificado por motivo torpe, de forma cruel, com uso de arma de fogo e sem chance de defesa da vítima, Arielson da Conceição Santos, Josevan Dionísio dos Santos, Marílio dos Santos, Sérgio Ferreira de Jesus e Ydney Carlos dos Santos de Jesus.

O crime aconteceu no último dia 17 de agosto, na sede da associação quilombola, na comunidade de Pitanga dos Palmares, no município de Simões Filho, na região metropolitana de Salvador.

O MP-BA também pediu a prisão preventiva de Ydney de Jesus, que foi decretada nesta quinta (16). Marílio, que possui quatro mandados de prisão em aberto, e Josevam estão foragidos. Arielson e Sérgio estão presos. Já Carlos Conceição Santiago, que teria armazenado as armas utilizadas no crime, foi alvo de outra denúncia apresentada pelo Ministério Público por posse ilegal de arma de fogo.

O promotor destacou ainda que as investigações deixaram “fartamente” comprovado que Mãe Bernadete morreu porque lutava contra o tráfico de drogas na região. “Ela tinha uma legitimidade popular grande. Seus conselhos, orientações e decisões eram ouvidas pela comunidade a qual defendia”, afirma.

“Era uma mulher de força, grande líder religiosa”, disse ainda Neto.

Mãe Bernadete foi atingida por 25 disparos dentro da própria casa, onde também estavam seus três netos, de 12, 13 e 18 anos. Os autores dos disparos, conforme as investigações, foram Arielson da Conceição e Josevan Dionísio, os dois integrantes de facção criminosa de tráfico de drogas que atua em Simões Filho.

Marílio dos Santos, líder local da facção, é apontado como mandante, juntamente com seu “braço direito” Ydney Carlos dos Santos. Sérgio Ferreira, padrasto de Marílio, aparece como um dos mentores. Ele teria orientado aos autores sobre como proceder para melhor execução do assassinato e passado as informações que motivaram o homicídio. Arielson e Josevan também foram denunciados por roubo, já que subtraíram cinco celulares da ialorixá e de seus netos.

A denúncia ressalta que Mãe Bernadete teria se posicionado contra a expansão do tráfico de drogas na região e contra a construção da barraca ‘Point Pitanga City’, ponto de venda de drogas de Marílio e Ydney na barragem de Pitanga dos Palmares, área de preservação ambiental.

Com informações CNN

 

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Chapada: Lençóis deverá ter temperaturas acima de 30º; Itaberaba a sensação térmica será até de 40º.

As altas temperatura acima da média já está virando rotina na vida do chapadeiro e …