quarta-feira ,30 novembro 2022
Página Inicial / Justiça / Brumado: Acusado de matar ex-companheira a facadas é condenado a mais de 22 anos de prisão

Brumado: Acusado de matar ex-companheira a facadas é condenado a mais de 22 anos de prisão

homem acusado de matar a ex-companheira a facadas, em 2018, em Brumado, no sudoeste da Bahia, foi condenado a 22 anos e 8 meses de prisão.

O julgamento de Gildásio de Jesus ocorreu na última sexta-feira (7), no Tribunal do Júri da Comarca da cidade, e o resultado foi divulgado na segunda-feira (10) pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA).

A vítima, identificada como Zilma Bernardes, de 51 anos, foi morta em julho de 2018. Na época, a Polícia Civil da cidade disse que Gildásio de Jesus confessou ter matado a mulher.

O MP-BA detalhou que, no dia do crime, o acusado entrou na casa de Zilma Bernardes, com quem conviveu por 30 anos, quebrou a porta de vidro da sala com um pé de cabra e iniciou uma luta corporal com a vítima na garagem da residência. Zilma foi morta com golpes de uma faca artesanal.

Ainda segundo o órgão estadual, as investigações apontaram que Gildásio de Jesus estava separado de Zilma Bernardes há cerca de quatro meses e decidiu matá-la após ela não ter atendido a duas ligações suas feitas pouco antes do ocorrido.

Além disso, o MP-BA diz que o acusado desconfiava que Zilma teria um relacionamento com outro homem.

CN com informações do G1.

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Gêmeos de 14 anos desaparecidos em Vitória da Conquista são encontrados em Salvador

Os gêmeos João Pedro e João Henrique, de 14 anos, que desapareceram no sábado (26), …