quinta-feira ,1 dezembro 2022
Página Inicial / Economia / Caixa retoma empréstimo consignado do Auxílio Brasil após manutenção no sistema

Caixa retoma empréstimo consignado do Auxílio Brasil após manutenção no sistema

A Caixa Econômica Federal retomou, na manhã desta segunda-feira (24), os pedidos de empréstimo consignado para beneficiários do Auxílio Brasil em todos os canais de atendimento. O serviço estava suspenso desde as 18h da última sexta-feira (21), período em que foi feita uma manutenção programada no sistema do banco e da empresa de tecnologia Dataprev.

Após sobrecarga no sistema e uma explosão de acessos no Caixa Tem, beneficiários reclamaram na sexta-feira (21) que os pedidos de empréstimo foram cancelados. Nas redes sociais também há relatos de venda de seguro sem autorização e de demora no pagamento após a aprovação do crédito.

Na sexta-feira, o banco informou que as famílias que tiveram a concessão negada poderão refazer o pedido. Em alguns casos, é preciso ir pessoalmente ao banco para resolver pendências.

Os primeiros dez dias de liberação do crédito à população de baixa renda foram marcados por reclamações de empréstimos cancelados, dificuldade e demora na liberação do dinheiro, cobrança de taxas não esperadas e venda casada.

Segundo a Caixa, entre os dias 11 e 20 de outubro o aplicativo Caixa Tem recebeu 206 milhões de acessos. No mesmo período de setembro, foram 25 milhões.

Em nota, o banco explicou também ter recebido um volume de acessos muito superior ao planejado.

“Em volume numérico é como se quase toda a população do Brasil tivesse interagido com o banco em apenas dez dias. Mesmo assim, aproximadamente 80% de todas as solicitações feitas já foram concluídas”, disse o banco.

QUEM TEVE CRÉDITO CANCELADO PODERÁ REFAZER PEDIDO, DIZ CAIXA
Segundo a Caixa, clientes que não tiveram o pedido processado poderão refazer a solicitação pelo aplicativo.

Na quinta-feira (20), o banco enviou comunicados para os clientes por meio do aplicativo Caixa Tem. Quem teve o contrato suspenso de forma automática pode refazê-lo pelo aplicativo seguindo o mesmo processo. Já quem possui alguma pendência que precisa ser regularizada foi orientado a procurar uma lotérica ou agência da Caixa.

Na manhã da última sexta-feira, o vice-presidente da Rede de Varejo da Caixa, Júlio César Volpp Sierra, afirmou, durante um evento para a campanha de prevenção ao câncer de mama, que o banco está fazendo implementações tecnológicas para dar suporte ao sistema e conseguir atender aos clientes.

“Estamos processando os créditos e buscando a normalização para poder fazer o crédito para todas as pessoas”, disse.

QUEM PODE CONTRATAR O EMPRÉSTIMO

O responsável familiar cadastrado no Auxílio Brasil que:

  • Esteja recebendo o benefício há mais de 90 dias;
  • Não tenha benefício com data de término (pela regra de emancipação, quando o beneficiário conquista um emprego formal, mas segue com direito ao benefício se a renda por pessoa da família for de até R$ 525);
  • Não tenha deixado de comparecer à convocação do Ministério da Cidadania para atualização cadastral.

DE QUANTO SERÁ CADA PARCELA

  •  A prestação máxima é de R$ 160, que corresponde a 40% do benefício permanente, de R$ 400;
  • O empréstimo pode ser parcelado em até 24 meses;
  • A Caixa vai cobrar taxa de juros de 3,45% ao mês;
  • A parcela mínima é de R$ 15, variando conforme o valor do crédito liberado.

COMO FAZER O PEDIDO PELO CAIXA TEM

Acesse o aplicativo Caixa Tem e simule quanto poderá contratar: Clique na opção “Empréstimo”. Vá em “Simular e Contratar”. Agora, clique em “Consignado”. A simulação vai informar: taxa de juros do empréstimo; o prazo de duração do contrato; o valor de cada parcela; o valor que você vai passar a receber de auxílio se contratar o empréstimo; o valor total que pagará pelo empréstimo no final.

EM AGÊNCIAS, LOTÉRICAS E CORRESPONDENTES

Os funcionários das instituições financeiras devem informar ao beneficiário que deseja contratar o empréstimo:

  • Valor total contratado com e sem juros;
  • Taxa efetiva mensal e anual de juros;
  • Acréscimos remuneratórios, moratórios e tributários que incidem sobre o crédito contratado;
  • Valor, quantidade e periodicidade das prestações;
  • Soma do total a pagar ao final do empréstimo;
  • Data do início e fim do desconto;
  • Valor líquido do benefício restante após a contratação;
  • CNPJ da agência bancária ou do correspondente bancário;
  • Valor da comissão paga aos terceirizados contratados pelas instituições financeiras para a operacionalização da venda do crédito

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

SEABRA: Presidente da ACISE fala sobre Campanha que premia consumidores; jogos do Brasil e Natal

A Acise (Associação Comercial, Empresarial e Agrícola de Seabra), lançará hoje, quarta-feira (23), a Campanha Natal …