terça-feira ,5 março 2024
[adsanity_group align='alignnone' num_ads=1 num_columns=1 group_ids=309]
Página Inicial / Bahia / Câmeras corporais em PMs funcionarão de forma ininterrupta e podem começar a ser utilizadas durante Carnaval, indica Werner.

Câmeras corporais em PMs funcionarão de forma ininterrupta e podem começar a ser utilizadas durante Carnaval, indica Werner.

As bodycams (câmeras corporais) podem começar a ser utilizadas pelos policiais militares da Bahia neste Carnaval. A possibilidade foi levantada pelo secretário de Segurança Pública do Estado (SSP-BA), Marcelo Werner, nesta quarta-feira (10), durante a apresentação do balanço das Forças Estaduais de Segurança em 2023.

Em dezembro do ano passado foi divulgada a empresa que havia vencido o processo de licitação e ficaria responsável por prover o equipamento. De acordo com a SSP-BA, mais de R$ 23 milhões serão investidos no equipamento, que deverá captar, transmitir, armazenar, gerir, além de realizar a custódia de evidências digitais obtidas nas atividades e diligências.

Ao Bahia Notícias, Marcelo Werner não cravou, mas citou que existe sim a possibilidade do equipamento de monitoramento começar a ser utilizado por PMs, durante o carnaval, num formato piloto. “Não posso garantir. As [câmeras] da Secretaria eu acho mais complicado, porque tem um prazo de 60 dias para fazer a entrega do equipamento. As do Ministério da Justiça a gente tem expectativa nessas próximas três semanas cumprir todas as exigências do ministério com a embaixada, para começar a fazer um piloto no Carnaval”, explicou o secretário.

Além disso, o Werner destacou que o equipamento vai funcionar sem interrupções. “Ela fica ininterrupta. Eu não acompanhei a prova de conceito, mas pelo que lembro do edital ela fica gravando de forma ininterrupta […] mas o policial pode fazer um destaque para um evento que vai acontecer na hora ou uma perseguição naquele momento, aí ele pode apertar para dar um destaque até para localizar depois, porque é tudo gravado”, explicou o gestor, destacando que vai haver uma espécie de “regulamentação” por conta dos momentos de intimidade do policial, como ir ao banheiro, por exemplo.

Werner ainda contou que a SSP-BA está elaborando uma instrução em relação ao uso das câmeras com o objetivo de capacitar os policiais que serão os portadores desses equipamentos.

“Estamos elaborando uma instrução em relação ao uso das câmeras, a gente tem que capacitar os policiais que serão os portadores desses câmeras também. A gente já vem trabalhando através dos setores de gestão tecnológica e das forças para que a gente possa regulamentar, fazer a capacitação e iniciar o uso delas”, completou Werner

CAPITAL E INTERIOR

De acordo com o secretário, já existem diálogos acerca da utilização do equipamento do interior do estado, mas ainda sem uma previsão clara de quando os trabalhos serão iniciados. “O grupo de trabalho já está conversando com as forças para poder trabalhar nisso. É o período que a empresa tem para entregar e a gente faz a regulamentação e destinação específica de uso”, contou Marcelo Werner.

Na época da divulgação da empresa vencedora da licitação das bodycams, o major Jurandilson Nascimento, diretor de Videomonitoramento da Superintendência de Gestão Tecnológica e Organizacional (SGTO) da SSP, explicou que após a formalização e assinatura do contrato, a empresa terá 60 dias para fornecer as primeiras 1.100 câmeras, totalizando 3.300 em um ano.

 

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Suspeitos morrem em operação policial em bairro periférico de Salvador; mais de mil estudantes tiveram aulas suspensas

Dois homens morreram após confrontos em uma operação conjunta das polícias Federal, Militar e Civil …

[wp_bannerize group="Banner Rodapé" random="1" limit="1"]