Página Inicial / Noticias / Canarana: Prefeito sofre representação no MP-BA

Canarana: Prefeito sofre representação no MP-BA

O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) determinou, nesta terça-feira (29), a formulação de representação ao Ministério Público da Bahia (MP-BA) contra o prefeito de Canarana, Ezenivaldo Alves Dourado, para que seja apurada a prática de ato de improbidade administrativa, diante da sonegação de informações acerca da destinação dos recursos proveniente de precatórios do Fundef. O relator do processo, conselheiro Fernando Vita, ainda imputou multa de R$2 mil ao gestor.

De acordo com o TCM, a denúncia foi formulada pela vereadora Marleide Barbosa de Oliveira, que solicitou informações acerca da destinação dos recursos transferidos para a prefeitura após transitado em julgado decisão judicial que obrigou a União a corrigir e pagar a diferença dos valores das transferências do Fundeb – pagos a menor em anos anteriores. O prefeito sonegou partes das informações solicitadas pela vereadora.

O conselheiro Fernando Vita, em seu voto, afirmou que o “Plano de Investimento do Precatório do Fundeb”, apresentado pelo prefeito, não engloba todas as informações requeridas pela denunciante, ficando assim, claro, que ele omitiu documentos públicos e informações que tinha por obrigação fornecer à Câmara Municipal. Destacou, ainda, que o Legislativo tem por missão constitucional fiscalizar os atos do Executivo, não sendo cabível ou aceitável, assim, a sonegação de qualquer informação.

O Ministério Público de Contas se manifestou, por meio de parecer da procuradora Aline Rio Branco, pelo conhecimento parcial, e, no mérito, pela procedência da presente denúncia. Cabe recurso da decisão. Com informações do Bahia Noticias.

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Mais de 200 municípios baianos não registraram morte por Covid em julho 14 estão na Chapada.

A Secretaria da Saúde da Bahia anunciou, nesta quinta-feira (22), que 202 municípios do estado …