sábado ,27 novembro 2021
Página Inicial / Economia / CHAPADA: Amostras de café da Chapada passa para fase internacional da competição do Cup of Excellence

CHAPADA: Amostras de café da Chapada passa para fase internacional da competição do Cup of Excellence

Foto: Divulgação

O júri nacional do Cup of Excellence – Brazil 2021 definiu, nesta quarta-feira (20), as 40 amostras que passaram para a Fase Internacional da competição e disputarão o título de melhores cafés especiais do Brasil na safra 2021. Dentre estas amostras estão o café da Chapada Diamantina. Todos os lotes tiveram notas superiores a 88 pontos na escala de 0 a 100.

Esse concurso é realizado pela Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e a Alliance for Coffee Excellence (ACE).

Entre os cafés classificados para a última fase, 12 (30% do total) são da Indicação de Procedência Matas de Minas. Na sequência, vêm Denominação de Origem Mantiqueira de Minas, com nove (22,5%); Chapada Diamantina, com oito (20%); Média Mogiana, Montanhas do Espírito Santo e Denominação de Origem Região do Cerrado Mineiro, cada uma com três (7,5%); e Indicação de Procedência Alta Mogiana e Sul de Minas, com uma cada (2,5%). A lista completa está disponível no site da BSCA.

“Os cafeicultores brasileiros seguem aprimorando sua produção a cada safra e a qualidade desta nos surpreendeu demais, principalmente quando recordamos a seca que atingiu os cafezais no fim do ano passado e no começo deste. Apesar das adversidades climáticas, os cafés que passaram para a fase final tiveram nota de corte superior a 88 pontos, acima dos 86 previstos no regulamento, o que evidencia a resiliência e a excepcional qualidade dos cafés produzidos no Brasil”, destaca Vanusia Nogueira, diretora da BSCA

As 40 amostras serão enviadas pela Associação a grupos de especialistas em diversos países, que foram selecionados previamente pela organização do Cup of Excellence para compor o júri internacional e realizar a análise final, entre 21 de outubro e 14 de novembro, definindo os campeões da competição, que serão os 30 melhores cafés que obtiverem nota igual ou superior a 87 pontos e ganharão o direito de serem comercializadas em disputado leilão mundial, via internet.

Deste grupo, também fazem parte três degustadores brasileiros, que foram escolhidos para representar o grupo de 14 juízes nacionais. O anúncio dos vencedores e a cerimônia de premiação ocorrerão, de maneira virtual, no dia 18 de novembro.

Para esta edição há uma inovação, além dos cafés finalistas, as 37 amostras seguintes na classificação, que obtiveram nota igual ou maior que 86 pontos foram denominadas Brazil Select e irão para venda, durante 45 dias, a partir de 21 de outubro, em um marketplace desenvolvido pela empresa MCultivo (EUA), ao valor de US$ 4,20 por libra-peso (*R$ 3.108 por saca de 60 kg). Assim será comercializada 77 cafés: 30 campeões, 10 National Winners, que são os lotes que não forem vencedores na fase internacional, e os 37 semifinalistas.

Chapada News com informações da Negócios Agrícolas

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

NOVO HORIZONTE: Polícia Civil apreende 80 cordéis detonantes, no povoado de Remédios. Material destinado a ataques a Bancos

Nesta quinta-feira (25), a Polícia Civil da Bahia, o Departamento de Polícia do Interior (DEPIN) …