Página Inicial / Mulher / CHAPADA: Chapada Diamantina é um dos destinos mais escolhidos por mulheres que viajam sozinhas

CHAPADA: Chapada Diamantina é um dos destinos mais escolhidos por mulheres que viajam sozinhas

Quando uma mulher diz “vou viajar sozinha”, vêm as perguntas. Sozinha? Você é louca? Não é perigoso? Isso é a prova de que ainda existe muito preconceito e machismo. Mas o que poucos sabem é que mulheres viajando sozinhas é uma realidade cada vez mais comum. A escolha do destino é o primeiro passo da aventura. Um dos mais procurados pelo público feminino é a Chapada Diamantina.

A Chapada Diamantina é praticamente unanimidade entre os destinos baianos preferidos para uma mulher viajar sozinha, isso porque além das belezas naturais, na região se encontra muitas mulheres em viagens solo. A região já está acostumada com esse público. A segurança para mulheres viajando sozinha deve sempre ser considerado em suas vidas, mas elas percebem que a região chapadeira trata muito bem essas visitantes. Dependendo do lugar, você até sente que faz parte da família.

“Nós, mulheres, temos medo até dentro da própria casa. Mas temos que vencer os medos explorando o mundo, porque ele também é nosso. Por isso, o primeiro caminho é estudar o lugar para onde você quer ir, buscar contas de mulheres que viajam sozinhas no Instagram e ter trocas com outras mulheres para entender se aquele lugar é seguro”, orienta a turismóloga Juliana Delgado, CEO da agência Queissada Comunicação, ao Correio 24 horas.

Publicidade

Para a escritora Manoela Ramos, que já viaja sozinha desde 2015, sendo já experiente, diz que a Bahia é ótima para viajar sozinha porque o povo é muito receptivo, e na Chapada Diamantina, “É um lugar onde você consegue aprender bastante com outros viajantes. É ótimo para começar porque você se sente bastante acolhida e as pessoas vão te dar muitas dicas”.

Para ela, um dos locais mais impressionantes da Chapada, o Vale do Capão, pode ser um bom ponto de partida. “O Capão foi fundamental na minha escolinha de viajantes. A Chapada é legal para você pegar carona pela primeira vez, por exemplo. Fui desbloqueando várias coisas pela primeira vez lá”, diz.

Em muitos lugares, a figura de uma mulher viajando sozinha ainda causa estranheza. No entanto, para as especialistas, a melhor forma de lidar com isso é normalizar esse desconforto e ir quebrando paradigmas. As maiores dificuldades de ser uma mulher na estrada ainda são os casos de preconceito, machismo, assédio e outras possíveis violências de gênero. A estrutura nas cidades também precisa se adaptar a essas modalidades de turismo individual.

As experiências que fazem com que mulheres decidam viajar sozinhas pela primeira vez são únicas. Cada uma tem motivos próprios. Para quebrar o medo tenha uma viagem organizada e bem planejada e antes de tudo já vai fazendo “treinos” na própria cidade escolhendo almoçar sozinha, ir ao cinema sozinha e as pequenas coisas do dia a dia para exercitar e se acostumar nessa posição. Chapada News com base no texto do Correios 24 Horas.

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Mucugê: Empreendimentos rurais recebem visita da Agroplus

Durante as visitas técnicas, realizadas pela equipe do programa Agro Plus Bahia, entre os dias …