segunda-feira ,15 agosto 2022
Página Inicial / Meio Ambiente / Chapada: Destino importante de turismo de aventura, Chapada Diamantina conta com o cicloturismo. Visita ao parque peladando

Chapada: Destino importante de turismo de aventura, Chapada Diamantina conta com o cicloturismo. Visita ao parque peladando

Foto: Prisas Trekking

A Chapada Diamantina é um dos mais importantes destinos de turismo de aventura do mundo. Dentre as modalidades estão caminhada, trekking, escalada, rapel, tirolesa, flutuação, mountain bike, arvorismo, quadriciclo, canoagem, stand up e até voo livre. Mas além dessas modalidades, tem também o cicloturismo, ou seja, pedalar pela Chapada de bike.

São 141 km total para prática de cicloturismo, com uma média de 35 km por dia, indicado para pessoas ativas (que regularmente correm, andam de bicicleta ou malham) sem muita experiência em passeios de bicicleta. Também é bom para ciclistas intermediários e avançados.

São viagens em terrenos acidentados, com algumas subidas mais íngremes ou mais longas, pedalando por estradas secundárias pavimentadas com pouco tráfego, e por estradas de terra batida, com trilhas no meio da vegetação e demais locais onde carros não são permitidos, deixando a experiência ainda mais especial.

Foto: Prisas Trekking

Um dos atrativos que impressiona e conta com pouco tráfego é a Serra do Sincorá, com um visual imponente. É a maior serra da região e ponto onde termina a maior Cordilheira do Brasil. É nela que se encontra a Cachoeira do Buracão, na cidade de Ibicoara. As cidades de Mucugê e Andaraí, com o povoado de Igatu, também está na rota, e têm seus destaques.

É possível pedalar ainda em trechos totalmente off road, em trilhas onde passam somente jipes traçados, cortando vários riachinhos e rios mais caudalosos. Só de Lençóis a Ibicoara há aproximadamente 200 quedas d’água que permite banhos para se refrescar. Passa também pela área de preservação ambiental pantanosa, o famoso Marimbus, segue para a Cachoeira do Roncador e suas banheiras de hidromassagem naturais e escorregadores em pedras lisas.

Foto: Prisas Trekking

O Poço do Diabo, com águas refrescantes e que conta com infraestrutura de lanchonete, banheiro e lojinha de souvenires também está na trilha do cicloturismo, bem como as peculiaridades da tranquila vila do Vale do Capão, em Palmeiras. São pontos que além da beleza natural contam com apelo histórico e cultural. Sempre ao final de cada viagem, é possível retornar para uma das cidades nos entornos, com suas pousadas.

Chapada News com informações da Revista de Turismo Pisa

Sobre Redação

Você pode Gostar de:

Bahia: Homem é único em Salvador autorizado a plantar maconha em casa

  Desde fevereiro deste ano, o engenheiro e morador da capital baiana está autorizado a …